Com o foco no compromisso de controlar a hanseníase, promover o diagnóstico e disponibilizar o tratamento correto, a Secretaria de Saúde de Primavera do Leste aderiu a ‘Campanha Janeiro Roxo’. O objetivo é a conscientização, o debate sobre a doença e desfazer preconceitos que prejudicam o diagnóstico preventivo da doença.

Conforme a Secretária Laura Leandra, o tema escolhido para a campanha nacional de 2018, pela Sociedade Brasileira de Hansenologia (SBH) é “Todos contra a Hanseníase”.  Ações mais amplas para esclarecer a sociedade sobre a gravidade da doença e capacitar o maior número de profissionais de saúde, para um preparo técnico de diagnóstico e tratamento precoce, serão realizadas em Primavera do Leste. “Faremos palestras e no último domingo de janeiro, em que é celebrado o Janeiro Roxo, realizaremos o Dia D, no Lago Municipal”, afirma.

Powered by Rock Convert

Laura ainda salientou que no município foram notificados 27 casos de hanseníase no ano passado. “Temos uma população rotativa, em que várias pessoas saem de outros estados para trabalhar nas fazendas e por falta de conhecimento não procuram a unidade de saúde e transmitem a doença”, salienta.

A Secretaria de Saúde disponibiliza um atendimento amplo aos casos suspeitos ou confirmados, com acolhimento das famílias, além de medicação. A hanseníase é uma doença antiga e era conhecida como ‘lepra’. Ela é causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae eé infecciosa. No Brasil é considerada um problema de saúde pública, uma vez que ocorrem cerca de 30 mil casos novos por ano, no entanto é uma doença que tem cura.  O tratamento é feito por meio da Poliquimioterapia (PQT), que após iniciar o uso dos medicamentos, a doença deixa de ser transmissível em cerca de quatro dias.


Fonte | Assessoria

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *