Pacote de serviços digitais inclui também carteira virtual e cursos à distância

O trabalhador desempregado já pode fazer o pedido do seguro-desemprego pela internet. O novo recurso foi liberado pelo Ministério do Trabalho, nesta terça-feira (21), junto com um pacote de serviços digitais.O seguro-desemprego na sua versão online pode ser solicitado após um cadastro no site Emprega Brasil, assim que o trabalhador receber os documentos demissionais.

No entanto, segundo o Ministério do Trabalho, o procedimento não elimina a necessidade do trabalhador ter que ir pessoalmente até uma agência da Caixa Econômica Federal ou um posto do Sine (Sistema Nacional do Emprego) com a documentação, mas irá agilizar o atendimento nas agências como uma espécie de pré-atendimento.

Além disso, o prazo de 30 dias para receber o benefício começa a contar no momento em que o trabalhador preenche o cadastro no Emprega Brasil  e não após o atendimento presencial, como ocorre atualmente.

Escola

Outra novidade que começou nesta terça-feira foi a Escola do Trabalhador, uma plataforma digital de ensino à distância com 12 opções de cursos, como produção industrial, recursos naturais e infraestrutura. Mais 38 cursos devem ser lançados até o final de 2018.

A meta do governo é formar seis milhões de pessoas até o final do ano que vem.

Carteira de trabalho

Também foi lançada hoje uma versão digital da carteira de trabalho para smartphones. O aplicativo foi desenvolvido a partir de uma parceria entre o Ministério do Trabalho e a Dataprev, empresa responsável pela gestão dos dados do INSS. O aplicativo disponibiliza para consulta todos os dados e informações  registrados na carteira original, que vai continuar valendo como documento oficial.

Pelo aplicativo, o trabalhador também vai poder solicitar a 2ª via da carteira de trabalho.

Vagas

No pacote de novidades, o governo também lançou a versão para o sistema operacional iOS, que funciona nos iPhones, do aplicativo Sine Fácil.

Pelo aplicativo, o trabalhador pode encontrar vagas de emprego na rede Sine (Sistema Nacional de Emprego), se canditar a vagas, agendar entrevistas com empregadores e acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego.

Fonte | R7

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *