A Polícia Judiciária Civil apura uma situação de conflito de terra que resultou na morte um de morador, no ferimento de um invasor e no desaparecimento de uma terceira pessoa, em uma área localizada na divisa dos municípios de Porto Alegre do Norte e Luciara (1.125 e 1.166 km a Nordeste, respectivamente), ocorrido na quarta-feira (25).

O delegado Marcelo Maidame, que responde por Luciara, informou que um dos suspeitos, do grupo de invasores, está baleado no hospital de Confresa, e será autuado em flagrante nos crimes de posse ilegal de arma de fogo e uso permitido e restrito, homicídio doloso e tortura.

Policiais civis e militares de Porto Alegre do Norte e Luciara, com reforço do Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), foram até a localidade, após o recebimento de informação de uma suposta chacina na fazenda, que está a 80 quilômetros de Luciara.

No local, os policiais encontraram cápsulas de munições dos calibres 32, 22 e 38 e apreenderam um revólver calibre 32.  Testemunhas disseram que os invasores também utilizaram espingardas calibres 12 e teriam recolhido as cápsulas.

O delegado explicou que as terras da fazenda, em disputa, com mais de mil hectares, está ocupada por dois grupos  e um terceiro também está tentando tomar as terras, gerando tensão e conflito entre as famílias moradoras da área.

Um dos membros das famílias, que alegam estarem nas terras há mais de 40 anos, foi torturado durante sessão de espacamento, com coronhada na cabeça, pauladas e chutes, pelo grupo de cinco invasores, oriundos de Porto Alegre do Norte. Segundo as informações, eles chegaram armados atirando, culminando na morte de Efigênio Moraes Maciel, 50, que teria revidado aos disparos e acabou baleado na cabeça.

Quatro suspeitos estão sendo procurados.

Fonte | FolhaMax.com – 26/10/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *