Para estimular o desenvolvimento de projetos que busquem melhorar as condições de vida de quem passou por eventos extremos, como desastres relacionados a emergências climáticas e acidentes ambientais, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior está ofertando bolsas de doutorado e pós-doutorado sobre essa temática. Serão disponibilizadas até 60 bolsas. As inscrições estão abertas até o dia 27 de julho por meio do Sistema de Inscrições, o Sicapes.

edital Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) Vulnerabilidade Social & Direitos Humanos oferecerá 36 vagas de pós-doutorado e 24 vagas de doutorado, em um número máximo de 12 projetos. O chamamento público faz parte do Programa Emergencial de Prevenção e Enfrentamento de Desastres Relacionados a Emergências Climáticas, Eventos Extremos e Acidentes Ambientais, da Capes.

O objetivo é estimular e apoiar projetos de formação de recursos humanos de alto nível com foco em investigação acadêmico-científica para o desenvolvimento de políticas e projetos de prevenção, mitigação e resposta a situações de vulnerabilidade social decorrentes de emergências climáticas. E também analisar o impacto social, econômico e familiar de eventos ambientais que tenha ocasionado o estado de calamidade pública, tal como enchentes, deslizamentos, incêndios e seca, no Brasil, entre 2020 e 2022.

Como participar

O processo seletivo ocorrerá por meio de edital e as propostas devem ser submetidas exclusivamente por meio do Sicapes. Os projetos devem indicar um dos sete eixos temáticos descritos no edital. Entre eles, o de gestão de risco e políticas públicas preventivas e assistenciais para aperfeiçoamento da proteção social. Os projetos aprovados terão vigência de 40 meses.

O proponente deverá atender aos seguintes requisitos: ser docente ou pesquisador vinculado a programa de pós-graduação recomendado pela Capes, ter título de doutor, ter currículo cadastrado e atualizado na Plataforma Lattes, além de encaminhar projeto que tenha aderência a um dos eixos temáticos indicados.

Via | Gov.br  Foto | Freepik
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta