Os servidores públicos de Cuiabá, Silvia Dorileo Lima e Osvaldo dos Santos Lara, estão entre os mesários voluntários que atuarão nas Eleições 2022. Eles receberam a carta de confirmação nesta quarta-feira (06.07). A nomeação vai até o dia 03 de agosto deste ano, e pode ser feita pessoalmente, por telefone, e-mail ou WhatsApp.

Os mesários passarão por treinamento para entender como funciona a mesa receptora de votos e receber orientações de como conduzir o eleitor. Silvia Dorileo ressaltou a importância do trabalho e fez um convite aos eleitores. “Fiquei muito feliz em receber a carta e peço que os demais venham participar também das eleições e contribuir com a Justiça Eleitoral”.

O convite foi endossado por Osvaldo dos Santos Lara, que há 12 anos atua como mesário voluntário da Justiça Eleitoral. “Quero chamar vocês a participarem das eleições e se cadastrarem como voluntário e venha somar conosco”.

Além dos eleitores que comporão as mesas receptoras de votos e de justificativas, a Justiça Eleitoral também está nomeando o pessoal de apoio logístico dos locais de votação para o primeiro e eventual segundo turnos.

Ainda dá tempo

Os interessados em contribuir com a Justiça Eleitoral devem se inscrever até o final deste mês de julho. As inscrições podem ser feitas pelo site do Tribunal e também pelo aplicativo E-título, que pode ser baixado no sistema iOS ou Android. Basta informar o título eleitoral e preencher um formulário com dados pessoais, como endereço, telefones para contato, escolaridade, entre outras informações.

Além da participação cidadã, os mesários possuem outros benefícios. O primeiro deles é que para cada dia dedicado à Justiça Eleitoral, incluindo o pleito e o treinamento, o mesário tem direito a duas folgas no trabalho. As compensações valem tanto para o setor privado quanto para o público.

Outras vantagens

Em Mato Grosso, o mesário também tem direito à isenção da taxa de inscrição em concursos públicos estaduais, assegurado em edital pela Lei Estadual nº 11.238, de 28 de outubro de 2020. É importante frisar que para ter direito, o eleitor convocado ou voluntário terá que comprovar o serviço prestado à Justiça Eleitoral por, no mínimo, dois eventos eleitorais (eleição, plebiscito ou referendo), consecutivos ou não.

Outro benefício é que os universitários de instituições parceiras podem obter certificado de atividade complementar em relação ao seu curso de nível superior. Além disso, se tiver previsão em edital de concurso público, o mesário tem preferência no critério de desempate de acordo com a colocação.

Via | Assessoria   Fotos | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta