O prefeito José Carlos do Pátio se reuniu no final de semana com lideranças religiosas da IEAD, no residencial Jardim Ebenezer, e após acordo de cessão da área a Prefeitura, decidiu por realizar a regularização fundiária do bairro entregando os títulos de propriedade aos 50 moradores do bairro.

O Jardim Ebenezer foi construído pela igreja numa área da IEAD, em parceria com o Governo do Estado, que participou da parceria com a oferta de kits de materiais de construção no ano de 2006 e cujas moradias seriam destinadas a fiéis da instituição religiosa, sem moradia.

Ocorre que passados 16 anos, os moradores cobravam a documentação por parte da igreja que fez um acordo com a Prefeitura, cedendo a área ao município, que por sua vez fará a regularização através de cadastro no Departamento Imobiliário da Prefeitura, via Secretaria Municipal de Habitação a quem cabe a confecção e entrega das escrituras aos moradores.

INVESTIMENTOS

Durante a reunião que contou com a participação do presidente da IEAD, pastor José Sobrinho e diversos líderes da instituição o prefeito falou sobre investimentos públicos na região, como a construção de uma creche (em andamento), asfaltamento e rede de esgoto (já concluídos), aquisição de uma área nas imediações para a construção da Praça Centenário às margens do Canal do Córrego Canivete; asfaltamento das travessias sobre o canal, e ainda a desapropriação de uma outra área de 03 ha, para construção de uma escola e espaço de lazer.

A Prefeitura está realizando um ato de cidadania, quando concretiza o velho sonho de mais de 18 mil moradores da cidade, que é ter a posse definitiva de suas propriedades, a escritura. De posse desse documento, o cidadão/proprietário poderá fazer financiamentos para investimentos em reforma, ampliação, etc.

“O mais importante nisso tudo, é que com a escritura, o proprietário vai realmente passar a ser dono do seu imóvel de fato e de direito”, disse Pátio. Que acrescenta: “a Prefeitura assume todos os custos de produção da escritura junto ao Cartório, e o cidadão não vai precisar pagar nada para ter o documento de sua propriedade”, afirmou.

Via | Ailton Lima   Foto | Antonio Carmelo
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta