A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), responsável pela organização do concurso da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), divulgou um novo cronograma das próximas fases do certame, nessa quarta-feira (8). O novo calendário atende às determinações da Justiça, que suspendeu o concurso para investigar possíveis irregularidades apontadas pelos candidatos.

O governo tinha intenção de chamar até 1,2 mil aprovados ainda este ano. No entanto, com a mudança do cronograma, a tendência é de que os aprovados sejam convocados apenas no próximo ano.

Em maio, a Justiça mandou suspender o concurso para os cargos de escrivão e investigador da Polícia Civil, além das vagas para o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, e solicitou que os responsáveis pela organização forneçam as filmagens feitas durante o Teste de Aptidão Física (TAF).

Conforme a ação proposta pela Defensoria Pública da União (DPU), vários candidatos que se submeteram ao teste desejam ter acesso à filmagem do exame, o que vem sendo negado pela Gerência de Exames e Concursos.

Agora, a nova data de homologação do concurso deverá acontecer em 30 de novembro.

De acordo com o novo cronograma, a previsão para disponibilização das imagens para consulta individual por candidato, mediante solicitação, deverá ser no dia 29 de junho.

A UFMT abrirá ainda um novo prazo, entre os dias 30 de junho e 1º de julho, para interposição de recursos contra os resultados do TAF.

Reaplicação do TAF

A principal reclamação dos candidatos reprovados era de suspeita de fraude nas avaliações do Teste de Aptidão Física (TAF), sendo que alguns participantes poderiam ter sido beneficiados pelos avaliadores dos testes que foram realizados nos dias 6 e 7 de maio, no Centro de Treinamento da UFMT.

O exame será reaplicado no dia 21 de julho, assim como os testes de aptidão específica, para os candidatos que tiveram recursos deferidos e para o cumprimento de decisões judiciais recebidas até o dia 20 de julho.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta