Durante dois dias, o Fórum Metano na Pecuária contou com apresentações de iniciativas de especialistas e pesquisadores de diferentes setores e de vários países

Mato Grosso, 11 de maio de 2022 – Apontada como um dos vilões do clima, a emissão de metano por bovinos pode ser administrada para a redução do aquecimento global. Apresentação de iniciativas e debates nesse sentido marcaram o Fórum Metano na Pecuária – o caminho para a neutralidade climática, realizado em 4 e 5 de maio em São Paulo. Pesquisadores de diversos países, representantes do setor público e especialistas de diferentes áreas conduziram 25 palestras no evento realizado pela JBS, líder global em alimentos à base de proteína, em parceria com a Silvateam, maior produtora mundial de extratos vegetais utilizados na alimentação animal.

O primeiro dia foi dedicado ao impacto dos principais gases de efeito estufa na atmosfera, como o dióxido de carbono (CO2) e o metano (CH4) produzidos pelas atividades agropecuárias. Peer Ederer, diretor da Rede Global de Alimentos e Agronegócios (GFAN), diz que ainda há muita confusão em relação ao funcionamento do metano na atmosfera, inclusive entre os especialistas em clima. Ele defende que países onde há pouca produção de CO2, o impacto do metano é menor e, portanto, seu potencial de prejudicar o meio ambiente diminui. “Precisamos ver o que realmente vai chegar à atmosfera”, destaca.

De acordo com Frank Mitloehner, pesquisador da Universidade da Califórnia Davis, a redução das emissões de metano pode ajudar a frear o aumento da temperatura global por sua capacidade de retenção de calor ser superior à do CO2. Apesar de sua curta vida na atmosfera – pouco mais de dez anos –, o CH4 é quase 28 vezes mais potente que o dióxido de carbono como gás de efeito estufa num horizonte de cem anos. Dessa forma, sua captura ajuda a esfriar o planeta, se contraponto ao CO2, que fica no ar por séculos.

Uma das formas de garantir eficiência na produção agropecuária, de acordo com a fundadora e diretora da SacredCowInfo, Diana Rodgers, é a alimentação. A nutricionista é coautora de um livro e diretora de um filme homônimo que defendem que uma dieta isenta de proteína animal pode ser mais destrutiva para o meio ambiente do que a criação sustentável de gado. “Apenas uma porcentagem de terra é cultivável e isso faz com que as pessoas olhem torto para nós. A carne é um dos melhores alimentos que temos, pois podemos fazer tudo isso usando energia solar e uma série de iniciativas sustentáveis”. Conhecida por “Sacred Cow”, ela destacou, durante o evento, os benefícios da proteína animal à saúde.

A necessidade de descarbonização e o papel das emissões na agropecuária também foram temas das outras palestras ao longo do primeiro dia, como as de Alexandre Berndt, chefe-geral da Embrapa Pecuária Sudeste, e de Eduardo Assad, também pesquisador da Embrapa, que defendeu a padronização métrica para a emissão de gases de efeito estufa. Aimable Uwizeye, diretor da Organização das Nações Unidas para Alimentação e a Agricultura (FAO, na sigla em inglês),tratou do debate sobre novas diretrizes para a emissão de metano. Fabiana Villa Alves, diretora do Ministério da Agricultura, descreveu políticas públicas decorrentes de acordos climáticos internacionais, como o Plano ABC+; e Renata Branco, diretora da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA),abordou as técnicas de mensuração de gases de efeito estufa.

Sobre a JBS

A JBS é líder global em produção de alimentos à base de proteína. Com uma plataforma diversificada por tipos de produtos (aves, suínos, bovinos e ovinos, além de plant-based), a Companhia conta com mais de 250 mil colaboradores, em unidades de produção e escritórios em todos os continentes, em países como Brasil, EUA, Canadá, Reino Unido, Austrália, China, entre outros. No Brasil, a JBS é a maior empregadora do país, com mais de 145 mil colaboradores. No mundo todo, a JBS oferece um amplo portfólio de marcas reconhecidas pela excelência e inovação: Seara, Swift, Pilgrim’s Pride, Moy Park, Primo,Just Bare, entre muitas outras, que chegam todos os dias às mesas de consumidores em 190 países. A empresa investe em negócios correlacionados, como couros, biodiesel, colágeno, higiene pessoal e limpeza, envoltórios naturais, soluções em gestão de resíduos sólidos, reciclagem e transportes, com foco na economia circular. A JBS conduz suas operações priorizando a alta qualidade e a segurança dos alimentos e adota as melhores práticas de sustentabilidade e bem-estar animal em toda sua cadeia de valor, e assumiu em março de 2021 o compromisso de se tornar Net Zero até 2040. Isso significa que a JBS vai zerar o balanço líquido das suas emissões de gases causadores do efeito estufa, reduzindo a intensidade das emissões diretas e indiretas e compensando toda a residual. A JBS foi a primeira empresa global do setor de proteína a estabelecer esse compromisso, com o propósito de alimentar pessoas ao redor do mundo de maneira cada vez mais sustentável.

Sobre a Silvateam

A Silvateam é uma empresa familiar italiana fundada em 1854, com profundo conhecimento na obtenção de extratos vegetais. Estes fitocomplexos ocorrem naturalmente e são capazes de fornecer soluções consistentes, eficientes e inovadoras para vários setores desde o curtimento de couro à nutrição e saúde animal, da nutracêutica à alimentação, enologia e cervejarias, assim como cosméticos, resinas naturais e muitas outras aplicações industriais. A empresa possui 5 plantas, a maioria movida à energia renovável, localizadas na Itália, Argentina e Peru, 10 centros de desenvolvimento de aplicativos e uma presença em mais de 60 países ao redor do mundo. A natureza ainda é a melhor parceirada Silvateam, um companheiro sempre presente na sua história. As florestas e a indústria prosperaram juntas há quase 170 anos, uma coexistência vantajosa para ambas as partes que decorreu da cultura e das políticas da empresa com base na gestão ambiental e no fornecimento e na produção sustentáveis. É uma promessa indispensável, estar totalmente comprometido em fazer uma diferença real na economia global em transformação de hoje, fornecendo soluções inovadoras para a transição para ingredientes ecologicamente corretos, ao mesmo tempo em que restaura o equilíbrio da natureza.

Via | Assessoria   Foto | Divulgação
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta