Com tradição no agronegócio, o evento acontece em Cuiabá, de 26 a 29 de abril, trazendo um panorama completo da última safra do grão e novas informações estratégicas para o planejamento da próxima

O Encontro Técnico Soja da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT) chega a sua 22ª edição, mantendo a tradição de difundir as informações técnicas da pesquisa agronômica desenvolvida pela instituição, com a presença de vários pesquisadores do Brasil. Neste ano, o evento volta a ser presencial, além do formato online. Será a oportunidade de debater, junto aos especialistas, os temas que impactam a tomada de decisões da classe agrícola brasileira e também da América Latina.

Com o total de 10 painéis, além de dois momentos de talk show, o Encontro Técnico Soja terá início na noite do dia 26 falando sobre os impactos do cenário global para o agronegócio. Moderado pela jornalista e apresentadora da Jovem Pan News, Kellen Severo, o tema terá a participação de André Pessôa (Agroconsult), Christian Lohbauer (CropLife Brasil), Jeferson Souza (Agrinvest) e do produtor e também presidente do Conselho Curador da Fundação MT, Odílio Balbinotti.

O segundo dia inicia com o painel de retrospectiva da safra de soja 2021/22, com a participação de representantes de sete grandes grupos agrícolas de Mato Grosso. Neste momento, serão apresentados e debatidos os maiores desafios da última safra de cada região do Estado. O público também irá acompanhar o painel sobre pragas, que vai destacar a incidência dos coleópteros na soja, como cascudinho e vaquinha-preta-e-amarela, além do manejo de sugadores no sistema soja-milho.

O cenário global do mercado de fertilizantes é o próximo painel do evento, tema que terá a colaboração dos especialistas no assunto, José Francisco Cunha, da Tecfértil, e Jeferson Souza, da Agrinvest. Em seguida, a adubação nos sistemas produtivos da soja ganha espaço, com destaque para solos arenosos e argilosos, tema conduzido pelos especialistas da Fundação MT, Élcio Bonfada e Felipe Bertol.

Painel Transformação Digital no Campo

Os desafios, a realidade e as tendências da transformação digital que o campo vem vivenciando será mais um dos painéis que prometem ampliar a visão e o aprofundamento do público do Encontro Técnico. “Com a tecnologia transformando cada vez mais o agronegócio e promovendo a modernização, através de inovações e ferramentas muito mais eficientes e sustentáveis, queremos trazer para os participantes um debate sobre o papel dos profissionais nesse cenário”, destaca Luís Carlos Oliveira, gerente de marketing da Fundação MT.

O terceiro dia de evento será preenchido com palestras, debates e talk show sobre o manejo de plantas daninhas, e prejuízos causados pelos nematoides no Cerrado. Este último terá a participação das pesquisadoras Luciany Favoreto, da Embrapa Soja, e Rosangela Silva, da Fundação MT, abordando a situação atual sobre a espécie Aphelenchoides besseyi, que parasita a parte aérea das plantas.

O cenário e manejo das doenças na cultura da soja na safra 2021/22 também é um momento esperado pelo público, pois além da presença de grandes especialistas, a Fundação MT apresenta resultados de ensaios das suas estações de pesquisa. O tema terá a participação dos pesquisadores da área de Fitopatologia da instituição, Karla Kudlawiec e João Paulo Ascari, e dos especialistas Sergio Brommonschenkel, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Maurício Meyer, da Embrapa Soja, e Lucas Fantin, da Fundação Chapadão.

Anomalia: panorama e resultados

Assunto que tem recebido toda a atenção necessária da Fundação MT, o painel da manhã do dia 29 será sobre o panorama da anomalia das vagens e os resultados já obtidos na pesquisa, através das equipes à frente deste problema. Pesquisadores da Embrapa Agrossilvipastoril, Dulândula Wruck e Austeclínio Farias Neto, além de Cesar De Castro, da Embrapa Soja, Reinaldo Botelho Carrara, do Grupo Bavaresco, Felipe Araújo, Karla Kudlawiec e Josimar Lessa, da Fundação MT, estarão presentes para informar aos participantes o cenário atual sobre o tema, sob o ponto de vista fitopatológico, genético, nutricional, e outros.

Novidades

Nesta edição, a Fundação MT preparou novidades para o público de produtores, engenheiros (as) agrônomos, equipes técnicas e consultores. “Teremos estandes que vão mostrar alguns dos principais serviços que oferecemos à classe agrícola, como variabilidade espacial, consultoria, serviços de amostragem de solos, e ainda vamos ter espaços diários de demonstrações dos nossos laboratórios de pesquisa aplicada”, explica Luís Carlos.

O fechamento do XXII Encontro Técnico Soja será com Francisco Soares, presidente da Fundação MT. Mais informações e inscrições podem ser acessadas no site da instituição, na aba eventos.

Fundação MT: Criada em 1993, a instituição tem um importante papel no desenvolvimento da agricultura, servindo de suporte ao meio agrícola na missão de dar vida aos resultados através do desenvolvimento de tecnologias aplicadas à agricultura. A sede está situada em Rondonópolis-MT, contando com três laboratórios e casas de vegetação, um centro de pesquisa local e outros seis Centros de Pesquisa Avançada (CAD) distribuídos pelo Estado, nos municípios de Sapezal, Sorriso, Nova Mutum, Itiquira, Primavera do Leste e Serra da Petrovina. Para mais informações acesse www.fundacaomt.com.br e baixe o aplicativo da instituição.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta