O Ministério da Saúde começa nesta segunda-feira (4) a campanha nacional de vacinação contra a gripe de 2022. Na primeira etapa, que vai até 2 de maio, podem se imunizar idosos com 60 anos ou mais e profissionais da saúde.

Entre 3 de maio e 3 de junho, a vacinação será ampliada para os seguintes grupos:

• Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
• Gestantes e puérperas;
• Povos indígenas;
• Professores;
• Comorbidades;
• Pessoas com deficiência permanente;
• Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
• Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
• Trabalhadores portuários;
• Funcionários do sistema prisional;
• Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
• População privada de liberdade.

Em relação às crianças de 6 meses a 5 anos, o ministério esclarece que aquelas que já receberam ao menos uma dose de vacina contra a gripe ao longo da vida devem tomar apenas a injeção deste ano. As que tomarão pela primeira vez devem agendar a aplicação da segunda dose, que é dada após 30 dias.

A distribuição de 80 milhões de doses, produzidas pelo Instituto Butantan, já foi iniciada. A previsão do governo é de vacinar cerca de 76,5 milhões de brasileiros que fazem parte dos grupos prioritários citados acima.

A vacina já é atualizada para garantir proteção contra a cepa H3N2 Darwin, que causou um surto no começo do ano. Ela também fornece anticorpos contra o influenza B e o H1N1.

Via | R7
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta