O presidente do Conselho Municipal da Igualdade Racial de Rondonópolis (Compir), Wagner Santos esteve essa semana em Brasília reunido com o secretário nacional da Igualdade Racial, Paulo Roberto, para tratar de projetos conjuntos que beneficiem pessoas negras, LGBTQIA+ e também as que congregam das religiões com matrizes africanas.

A principal pauta reivindicada pelo presidente do Compir foi a implantação de uma delegacia especializada para atender exclusivamente vítimas de crimes raciais, discriminação religiosa e contra pessoas que integram o grupo LGBTQIA+. Essa mesma pauta também foi tratada na capital federal com os senadores Carlos Fávaro e Wellington Fagundes que demonstraram interesse em contribuir.

Para que os parlamentares possam atuar junto aos órgãos de segurança pública que liberam a implantação da delegacia especializada nos municípios, o Compir deve elaborar um relatório apontando todas as denúncias de crimes de intolerância religiosa, igualdade racial e contra LGBTQIA+, o que ficou acordado com o presidente do Conselho.

Outra pauta discutida na reunião foi a criação da Secretaria Municipal de Igualdade Racial. A ideia é ter essa nova Pasta para que Rondonópolis possa receber recursos específicos para projetos que beneficiem diretamente as minorias da sociedade. O secretário Paulo Roberto disse que vai encaminhar para a Prefeitura a documentação necessária para a criação e envolver também a Câmara Municipal que precisar aprovar o projeto.

Wagner Santos também apresentou ao secretário nacional os eixos definidos durante a última Conferência Regional de Promoção da Igualdade Racial, explicando que mais de 50% das propostas feitas durante o evento foram aprovadas na Conferência Estadual e serão apresentadas na nacional. Paulo Roberto comentou que o Compir se mostrou muito ativo sendo destaque inclusive entre os conselhos semelhantes da região Centro-Oeste.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta