Do total de 2,3 milhões de eleitores mato-grossenses, 13% já baixaram o aplicativo e-Título, que é a versão digital do título de eleitor. Ou seja, 308.065 pessoas fizeram o download da ferramenta até o momento. No total, em todo o país, pouco mais de 23 milhões de pessoas baixaram o app.

Tendo o título na palma da mão, o eleitor que fez o cadastro biométrico pode levar apenas o celular ou tablet no dia das eleições e abrir o e-Título para votar. Já o eleitor que ainda não fez o cadastro da digital, é necessário apresentar um documento oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.

O e-Título permite o acesso rápido e fácil às informações do eleitor cadastradas na Justiça Eleitoral, como: zona eleitoral, situação cadastral, além da certidão de quitação eleitoral e da certidão de crimes eleitorais. O eleitor pode ainda consultar o local de votação, se cadastrar como mesário voluntário, justificar o voto caso não esteja no domicílio eleitoral no dia da eleição, emitir guia de multa por ausência ao pleito, entre outras funcionalidades.

A partir de 2020, ficou ainda mais fácil acessar o aplicativo, utilizando apenas o número de CPF, sem precisar lembrar o número do título de eleitor. O app também possui uma seção de perguntas e respostas frequentes, para auxiliar a esclarecer dúvidas do eleitor, além de um tutorial de como utilizar o QR Code.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, ressalta que a tecnologia é o caminho para facilitar a vida em vários aspectos, e o voto é um deles. “Estamos vivendo uma era digital e a redução do uso de papel, com soluções como essa do e-Título, além de trazer benefícios ao eleitor, desburocratizando o processo, contribui para a sustentabilidade”.

O aplicativo pode ser baixado em smartphone ou tablet, nas plataformas iOS ou Android. Após o download, basta inserir os dados pessoais para acessar os dados cadastrais.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta