A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira (11), dois mandados de busca e apreensão por suspeita de prática de ameaças contra o servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) na Frente de Proteção Etnoambiental Madeirinha-Juruena, que monitora a Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo.

As ordem foram cumpridas no distrito de Guariba, município de Colniza, no norte do estado e foram expedidas pela Vara Federal Cível e Criminal da SSJ de Juína.

Além da busca domiciliar, medidas cautelares também foram deferidas, como a proibição de aproximação ou manutenção de contato, diretamente ou por pessoa interposta, com os funcionários da Funai lotados na Frente de Proteção Etnoambiental Madeirinha-Juruena e proibição de aproximação a 100 metros da base de proteção.

Além disso, houve a proibição de acesso, sob qualquer justificativa, a Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo.

Segundo a Polícia Federal, a operação tem como objetivo prevenir e reprimir a intimidação aos servidores da FUNAI e, por consequência, manter incólume os indígenas Kawahiva do Rio Pardo, uma vez que vivem isolados, de maneira não integrada a comunhão nacional.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta