Com o avanço da vacinação da população, os números relacionados à pandemia da Covid-19 seguem em queda  em Rondonópolis. A melhora é percebida também na rede de saúde, com a redução na quantidade de pacientes. Com isso, a secretaria municipal de Saúde (SMS)  informa que, a partir desta sexta-feira (15), o Hospital Municipal dr. Antônio Santos Muniz, no Jardim Santa Marta, passa a ser referência no município para o atendimento de pessoas com sintomas de doença respiratória ou com suspeita da doença causada pelo novo coronavirus. Comunica ainda que desativou nesta quinta-feira (14) o atendimento da  última “unidade sentinela” em funcionamento, a  Policlínica Itamaraty, na região da Vila Operária.

“Hoje (quinta-feira ) foi o último dia de atendimento nesta modalidade (sentinela) lá na Policlínica Itamaraty, a última em funcionamento das cinco unidades do projeto sentinela que foram  instaladas pelo município em julho do ano passado para atender pacientes com suspeita da Covid-19″, disse a  coordenadora do Departamento de Atenção à Saúde da SMS, Magda Soares.

Ela acrescentou que nesta sexta-feira, a  Policlínica estará fechada ao público para que se faça a organização no local e a partir de segunda-feira (18) volte a fazer  os atendimentos de rotina que eram realizados no local antes da pandemia.
“Já o Hospital de Retaguarda (Hospital Municipal Antônio Santos Muniz) estará  concentrando a partir desta sexta-feira todos os atendimento de  casos de síndromes gripais de níveis leves e moderados, oferecendo testagem para as pessoas que se enquadram nos protocolos de teste”,  completou Magda. O  Hospital atende todos os dias, incluindo fim de semana e feriado.

Além da Policlínica Itamaraty, as “unidades sentinelas” foram instaladas no ESF Parque das Rosas e Margaridas, ESF Cidade de Deus,  ESF Vila Olinda e ESF Vila Rica.  Ao longo de mais de um ano, as unidades realizaram milhares de atendimentos a pessoas apresentando problemas respiratórios ou com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus.

“Para se ter uma ideia, nos momentos de pico da pandemia na Policlínica Itamaraty chegou-se a realizar em média 400 atendimentos por dia.  Porém, estes números, devido o avanço da vacinação, vêm caindo e nas última semanas a média chegou a 10 a 15 pessoas por dia”, revelou Magda, observando que a melhora da situação epidemiológica na cidade, apontada pela queda no número de casos, possibilitou a secretaria desativar, paulatinamente, as unidades sentinelas.

“Devido à queda progressiva de atendimentos nesses locais registrada ao longo dos meses, as sentinelas foram sendo desativadas e, aos poucos, as unidades foram voltando a fazer os  atendimentos de rotina”, ressaltou Magda.

QUE MAIS VACINA

Premiado como o município de Mato Grosso com população de mais de 60 mil habitantes que mais vacinou contra a Covid-19, Rondonópolis, conforme dados do Boletim Epidemiológico do Município, já  aplicou em mais 93% da população apta ao menos uma dose da vacina contra a Covid-19.  Mais de 179 mil pessoas já fizeram a primeira aplicação e, dessas, 100 mil completaram o esquema de imunização com as duas doses ou dose única, até o dia 13 de outubro.

ALERTA

A secretaria  alerta que, mesmo com a redução de casos de infecção pelo novo coronavírus, derivado do avanço da imunização,  as pessoas  não podem se descuidar, devendo seguir todas as medidas sanitárias. “ A pandemia ainda não acabou. É necessário que as pessoas completem o clico de vacinação e a continuem se cuidando, evitando aglomerações, usando máscaras, lavando as mãos adequadamente e usando álcool gel , recomendou o secretário municipal de Saúde, Vinicius Amoroso.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)