Com o intuito de democratizar o acesso à cultura e à arte e, com isso, promover inclusão e cidadania para crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), está lançando o projeto “Arte e Educação na Comunidade”.  Os instrutores  e facilitadores de cursos e oficinas que serão executadas pelo projeto já estão passando por uma capacitação. 

“São quase 50 professores de arte que atenderam o chamamento e estão participando da Semana de Capacitação, que começou na segunda-feira (4) e se estende até a próxima quarta-feira (13)”,  disse o secretário  municipal de Cultura, Pedro Augusto Araújo, acrescentado que o  projeto “Arte e Educação na Comunidade” é resultado de uma parceria da Secult com as pastas da Educação e a de Promoção e Assistência Social.

“Nós pretendemos ampliar o acesso à cultura e arte de crianças e jovens da cidade, principalmente as que vivem em situação de vulnerabilidade social. Com isso, promover, através da democratização da arte, a inclusão e cidadania”, destacou Pedro Augusto. 

Localizado no Jardim Santa Marta, o Centro Cultural atende, atualmente, mais de 800 crianças e jovens  em diferentes modalidades artísticas. São oferecidas, gratuitamente, oficinas e cursos de teatro, desenho, pintura e artesanatos em geral, violão, violino, viola, bateria, piano, canto, danças urbanas – que englobam as regionais e o hip hop, jazz e ballet.

“Com o projeto, vamos democratizar o acesso à arte e à cultura, ampliando consideravelmente o número de crianças e jovens atendidos. Já que com a descentralização das  ações, que hoje são desenvolvidas somente no José Sobrinho, poderemos levar os cursos e oficinas das diversas modalidades artísticas que ofertamos para todas regiões da cidade”, comentou a Gerente de Divisão do Centro Cultural José Sobrinho, Fátima Sartori, que coordena a Semana de Capacitação dos instrutores do projeto “Arte e Educação na Comunidade”. 

Além do do Centro Cultural José Sobrinho, os instrutores de diversas modalidades artísticas irão atuar nos  polos: Obra Kolping, Vila Olímpica, Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) e no bairro Pedra 90.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta