Lançada este mês pelo Ministério da Saúde, a Campanha de Multivacinação é destinada a crianças, desde aquelas recém-nascidas (zero anos), até adolescentes com 14 anos, 11 meses e 29 dias e disponibiliza uma série de vacinas para a atualização da caderneta vacinal. Assim, desde 01 de outubro a ação já está acontecendo e se estende até o dia 29. Indígenas podem se imunizar a partir dos cinco anos de idade.

Em Rondonópolis, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai ofertar o cardápio dos imunizantes em diversos postos de saúde, de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17 horas. Confira os locais clicando aqui VER ANEXO

Entre as vacinas para crianças estão as que previnem contra hepatite B, poliomielite 1, 2, 3 (VIP inativada), poliomielite 1 e 3 (VOP atenuada), rotavírus humano G1P1 (VRH), DTP + Hib + HB (Penta), febre amarela (atenuada), sarampo, caxumba e rubéola (SCR), sarampo, caxumba, rubéola e varicela (SCRV), hepatite A (HA), difteria, tétano e pertussis (DTP), difteria e tétano (dT), papilomavírus humano (HPV),além da BCG, da Pneumocócica 10 valente (PCV 10), da Meningocócica C (conjugada) e da Pneumocócica 23-valente (VPP23).

Para adolescentes serão ofertadas as proteções contra hepatite B (HB recombinante), difteria e tétano (dT), febre amarela (atenuada), sarampo, caxumba e rubéola (SCR), papilomavírus humano (HPV), meningocócica ACWY (conjugada), pneumocócica 23-valente (VPP23) e a dTpa para adolescentes gestantes.

Essa mobilização é uma oportunidade que a Pasta Federal cria para ofertar, em um único momento, todas as vacinas do calendário nacional de vacinação. Dessa forma, crianças e adolescentes podem, em apenas uma visita ao posto de saúde, colocar em dia todo o portfólio de imunizantes que garante a precaução contra doenças já erradicadas ou enfermidades que, porventura, ainda estejam em circulação e possam acometer esse público.

Tanto crianças quanto adolescentes devem estar devidamente acompanhados dos pais ou responsáveis. É preciso apresentar a caderneta de vacinação e, no caso de recém-nascidos, a certidão de nascimento. A SMS lembra, ainda, que os pais, assim como os menores que serão vacinados, devem estar usando máscaras e manter o distanciamento entre os demais.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta