• Edição 2021 do projeto TransCerrado tem foco no desenvolvimento sustentável e na prevenção de incêndios no bioma

Quando: de 29 de setembro a 6 de outubro

Onde: de Brasília até Alto Paraíso de Goiás, no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Uma expedição científica de bicicleta irá percorrer 400 quilômetros nas mais belas trilhas do Cerrado para falar sobre a prevenção de incêndios e a necessidade de conservação do bioma. Dois ciclistas do IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) – um cientista e um engenheiro florestal – e um ciclista especialista em navegação saem de Brasília na quarta-feira, 29, em direção a Alto Paraíso de Goiás, no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Com chegada prevista para 5 de outubro, a expedição quer destacar a beleza única do bioma, seus recursos naturais e seu potencial de ecoturismo para essa e futuras gerações.

“Uma das melhores maneiras da gente preservar e conhecer o Cerrado é estando na estrada, a bordo de uma bicicleta, pois assim você interage com as pessoas que vivem nesse bioma. São elas que podem ajudar a promover o desenvolvimento sustentável da região”, diz Paulo Moutinho, cientista sênior e cofundador do IPAM. Paulo é um dos ciclistas que compõem a equipe. “A expectativa é reforçar a importância do Cerrado para os brasileiros e alertar, por meio da ciência, para se evitar as queimadas. Será uma expedição científica de bike.”

Paisagens e riquezas da fauna e da flora emaranhadas no Cerrado, além das histórias e as experiências que encontrarem nos locais, serão compartilhadas dia após dia no Instagram @bike_transcerrado.

O TransCerrado teve sua primeira edição em 2019, quando mais de 700 quilômetros foram percorridos de bicicleta, de Goiás Velho até o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, falando sobre conservação e desenvolvimento de agricultura sustentável no Cerrado.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta