Nove municípios mato-grossenses decretaram situação de emergência por causa da seca e período de estiagem nas regiões. De acordo com a Defesa Civil de Mato Grosso, quatro tiveram os decretos reconhecidos e outros cinco estão com o procedimento em andamento.

O governo de Mato Grosso homologou os decretos de Chapada dos Guimarães, Tangará da Serra, Alto Taquari e Juscimeira.

Já os municípios de Cáceres, Jaciara, Guiratinga, Barão de Melgaço e Arenápolis estão em processo de homologação.

Segundo a Defesa Civil, com a situação de emergência reconhecida, abre-se a possibilidade de ajuda financeira estadual ou federal para medidas de mitigação.

Juscimeira foi a última cidade reconhecida. Conforme a prefeitura, a medida foi tomada por causa do longo período de seca e incêndios florestais.

Em Chapada dos Guimarães, aproximadamente 5,7 mil moradores estão sem abastecimento regular de água potável na zona rural e são assistidos de forma precária com o único caminhão-pipa da administração municipal.

Em Tangará da Serra, a crise hídrica se agravou a partir de 2016. Com o crescimento da cidade, a estação de tratamento não suporta a demanda.

De junho de 2020 a maio deste ano, choveu apenas 55% do volume de chuva que caiu no mesmo período de 2019 e 2020.

Como estratégia para ampliar a distribuição de água, foram perfurados dois postos artesianos, mas, devido ao baixo volume de chuva registrado, não foram suficientes.

Em Cáceres, a prefeitura divulgou dois decretos.

Incêndio atinge a Baía das Pombas, às margens do Rio Paraguai — Foto: Divulgação

Incêndio atinge a Baía das Pombas, às margens do Rio Paraguai — Foto: Divulgação

Um dos decretos é sobre as medidas de proteção às queimadas e outro sobre a crise hídrica enfrentada pelos moradores. O clima seco e o vento têm colaborado para grandes incêndios na região.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta