O prefeito José Carlos do Pátio acompanhado de secretários municipais se reuniram nesta terça-feira (25), no gabinete do prefeito, com vereadores para apresentar a atualização da planta genérica de valores do cadastro imobiliário que não é ajustada desde o ano de 2013. O Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE) já notificou o município por três vezes para que seja feita a correção nos valores da planta genérica.

Durante o encontro, o prefeito fez a explanação dos números para mostrar o quanto os valores estão defasados em Rondonópolis e chamar atenção dos vereadores o quanto isso impacta de forma negativa para o município. Apesar da necessidade do reajuste, Pátio deixou claro que irá preservar os imóveis dessa correção de valores, assim como as famílias carentes, focando apenas nos terrenos.

“A receita per capta de Rondonópolis é a 2ª pior de Mato Grosso entre cidades do mesmo porte, só perde para Várzea Grande. Precisamos corrigir isso, se não o município ficará inviabilizado, a atualização é necessária para dar equilíbrio a economia municipal e manter o ritmo de crescimento que a cidade precisa”, disse o prefeito.

A secretária municipal de Receita, Erazilene Valentim, também expôs aos parlamentares a preocupação com a perda de receita e a necessidade dessa atualização. “Essa perda de receita impacta na Saúde, na Educação e o município não tem como gerir sem atualizar a planta genérica, estrangula a economia do município, faz cair renda per capita, cai o IDH”, explicou Erazilene.

Segundo a secretária, a reunião foi satisfatória, pois os vereadores entenderam a proposta que será discutida e votada na Câmara Municipal. Participaram da reunião os vereadores Dico, Cido Silva, Cláudio da Farmácia, Jonas Rodrigues, Casa Grande, Paulo Schuh, Marildes Ferreira, Ozeas Reis, Adonias Fernandes, Beto do Amendoim, Roni Magnani, Roni Cardoso e o Investigador Gerson.

INFORME O MUNICÍPIO

A Receita informa que os moradores que possuem imóveis construídos nos terrenos e que não estão regularizados que procurem a Prefeitura Municipal para informar  sobre a construção para que o IPTU seja calculado de forma correta. O morador não pagará nada para informar isso a Prefeitura e a atualização já estará disponível para o próximo ano.

Via | Assessoria  Foto | Wheverton Barros
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta