O jovem que matou o candidato a mister Rondonópolis, Willian Oliveira, foi condenado a 22 anos de prisão nessa sexta-feira (11).

Por causa da pandemia, o juri foi por videoconferência.

Junior de Oliveira Ribeiro, conhecido como Juninho Block, foi acusado de ter matado a tiros, em dezembro de 2017, William Santos de Oliveira, que foi candidato a mister Rondonópolis naquele ano.

As investigações apontaram que William foi morto porque estava namorando a ex de Juninho.

Quando abordado, mesmo William tendo pedido desculpas, ele foi assassinado por Juninho. A condenação foi por homicídio qualificado por motivo torpe.

O mister estava na frente de casa quando dois homens em uma moto se aproximaram dele e atiraram. O jovem, de 24 anos, foi encontrado morto pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na área da residência onde morava.

Júnior fugiu após o crime, mas foi localizado e preso pela polícia, em Cuiabá. Em novembro de 2019, ele fugiu do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) no horário de almoço. Quase dois meses depois, foi recapturado empinando moto na rua.

Júnior tem 17 passagens pela polícia por tráfico de drogas, roubos, tentativa de homicídio, entre outros.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta