Nesses tempos de pandemia do novo Corona vírus, a questão saúde parece ter se voltado quase que único e exclusivamente para esse tema e apesar de não condizer com a verdade outros simples descuidos têm sido recorrentes, podendo levar também pessoas à morte. Exemplos são a dengue, zika ou chikungunya.

Sobre isso Edson Alves Rodrigues, Assessor de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde de Alta Floresta, lembra que nesse período de seca já era para estar abaixando o número de casos de dengue só que ainda continua subindo num período que deveria estar mais baixo. “Geralmente nos meses de janeiro a abril a gente teria essa alta no número de caso mas foi agora nos meses de abril e maio que o número de casos de dengue aumentaram, o que vem preocupando muito  a Secretaria de Saúde e o departamento em si, já que de certa forma a dengue também pode matar”, alerta o assessor.

Edson também atribui a sua preocupação para os casos de Zica e Chikungunya. “A Zica, por exemplo, que se ocorrer c em mulheres gravidas pode comprometer na formação do feto, causando a microcefalia”.

E embora a gente esteja no período de seca, têm aqueles que armazenam água. Daí a importância de as pessoas cuidarem desses recipientes, de estarem olhando, fazendo um monitoramento constante e quem tem fossa também procurar estar olhando, “não é porque estamos no período da seca que vamos descuidar, que a fossa vai ter agua o ano todo, então estar olhando se tem uma abertura que o mosquito possa estar vindo a botar ovo ali”, alerta.

O assessor recomenda os proprietários de lotes  a manter os cuidados da mesma forma e aproveitar esse período de estiagem para estar fazendo a limpeza para que no final do ano e início da chuvarada possa vir a diminuir a incidência de recipiente que possa acumular agua e se tornar criadouros.
Qual o quadro hoje e qual o alerta da Vigilância? Hoje a classificação de risco em Alta Floresta é alta.  “Atualmente estamos com 610 casos de dengue notificados. No mês de janeiro tínhamos 52 notificações, em fevereiro 69, já em março a gente teve um aumento que veio para 151, abril 148 e no mês de maio 190, e, por incrível que pareça, a demanda ultimamente fez com que os casos positivos aumentassem. No início do ano dos 52 casos tivemos uma percentagem baixa, menos de 30% de casos positivos e já no mês de maio em torno de 70% de casos positivos e estamos numa classificação muito alta segundo o estado”, revela o assessor.

Os números de notificações por bairros em Alta Floresta de janeiro a maio de 2021.

Bairros Nº notificações
Boa Nova 40
Jardim Imperial 33
Setor A 28
Jardim das Oliveiras 27
Cidade Bela 26
Bom Jesus 23
Jardim das Flores 22
Setor RI 20
Setor Norte 03 20
Setor D 19
Jardim Araras 16
Setor B 15
Vila Nova 12
Jardim Renascer 11
Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta