A procuradora federal Oriana Paes de Barros, de 63 anos, morreu nesta terça-feira (8), após sofrer um acidente doméstico no apartamento onde morava em Cuiabá. Ela teria batido a cabeça após uma queda na última quarta-feira (2).

Oriana foi encaminhada a um hospital particular da capital no mesmo dia do acidente. Ela passou por uma cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Em nota, o Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) e o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, lamentaram o falecimento da procuradora.

“À família deixo registrado o meu sincero sentimento de pesar. O momento é muito delicado e de muita dor. Que Deus possa confortar o coração de vocês”, disse o prefeito.

Oriana era bacharel em Serviço Social e Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), procuradora federal aposentada e pecuarista.

Ela foi a primeira mulher no Brasil a presidir, por eleição, uma Federação de Pescadores.

Atualmente, ocupava o cargo de confreira no IHGMT. Oriana deixa o marido, irmãos e sobrinhos.

O sepultamento de Oriana será no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá. O horário não foi informado.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta