Foi lançada oficialmente na tarde desta terça-feira (1/06), na  Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), na Vila Goulart, a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios edição 2021.

Diversas entidades públicas representativas como o Corpo de Bombeiros, o Ministério Público Estadual, a Câmara Municipal, o Juizado Volante Ambiental (JUVAM), a Secretaria Municipal de Agricultura, Defesa Civil e GASP; Secretaria de Governo e Secretaria de Receita; 18º GAC; Polícia Militar Ambiental; SEMA-MT; e IBAMA, integram o “Comitê Municipal de Gestão do Fogo”; um instituto criado por força da Lei. Nº 6880/de 19 de setembro de 2011 e que vai conjuntamente às citadas instituições, coordenar e levar a efeito a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios Rurais e Urbanos no município de Rondonópolis durante a chamada temporada das queimadas em 2021. A campanha vai se estender até novembro deste ano.

Na verdade, um dos primeiros passos dos organizadores no planejamento estratégico da campanha deste ano, foi a reativação do “Comitê do Fogo” que estava paralisado.

A partir daí, equipes do Corpo de Bombeiros, comandados pelo Tenente Coronel de EB Fabricio, do 3º BBM de Rondonópolis, iniciaram os levantamentos estratégicos e mapeamento das áreas consideradas mais críticas onde os incêndios são recorrentes e produziram um cronograma de ações que vão efetivamente orientar, prevenir, fiscalizar, notificar e combater os eventos quando os mesmos acontecerem.

Conforme o comandante dos Bombeiros, todo o planejamento estratégico militar foi dividido em quatro ações específicas: Prevenção, Preparação, Resposta e Notificação. A prevenção/ fiscalização que estará a cargo da SEMMA, será feita através de entrevistas à mídia, palestras educativas/orientativas sobre como evitar as queimadas e realizar a limpeza dos terrenos baldios (públicos e privados); divulgação e veiculação de publicidade através das mídias sociais e imprensa em geral; bem como divulgação de links e telefones para denúncias.

A preparação e formação dos brigadistas civis urbanos e rurais, ou os chamados brigadistas indígenas serão treinados e capacitados pelo Corpo de Bombeiros para darem as primeiras respostas e combate ao fogo nos casos de incêndios florestais na Reserva Tadarimana, onde infelizmente, as queimadas se repetem a cada ano.

Conforme o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Leandro Bernardo Leite, a SEMMA vai poder contar ainda com a estrutura de maquinários, tratores e veículos da Secretara Municipal de Agricultura, tanto para limpar e alargar as estradas de acesso a reserva, bem como fazer aceiros para o combate efetivo do fogo, através da logística de transporte de equipamentos até os locais dos eventos e procurar reduzir os impactos ambientais resultantes das queimadas rurais e, urbanas.

Além dos brigadistas civis e indígenas, que vão usar abafadores e bombas costais, pelo menos 300 soldados do 18º GAC, serão capacitados para atuarem no combate a incêndios florestais considerados mais graves, de nível II e III.

MEADOS DE JUNHO
A preparação/capacitação dos brigadistas que será feita pelo Corpo de Bombeiros, terá início a partir do dia 14 de junho com duração de uma semana. Mas, devido ao grande número de pessoas, acredita-se que a preparação dos envolvidos deve durar cerca de 4 semanas.

Uma parceria com Sindicato de Produtores Rurais de Rondonópolis, também irá capacitar os produtores para o combate inicial a queimada rural nas propriedades, até que uma ajuda especializada do Corpo de Bombeiros ou de soldados do 18º GAC, chegue ao local.

QUEIMADAS URBANAS
Uma das principais preocupações dos organizadores da campanha, reside nas chamadas queimadas urbanas. Ou seja, o fogo provocado nos lixões clandestinos e nos terrenos baldios, que trazem prejuízo imediatos a saúde humana, dada a toxidade da fumaça proveniente da queima do lixo doméstico.

Para a devida responsabilização dos que insistirem em desrespeitar a legislação que proíbe queimadas urbanas durante todo o ano, o Departamento de Controle Urbano da Secretaria Municipal de Receita, vai notificar e responsabilizar os que descumprirem a lei.

Lembrando que este ano, o poder público antecipou o período proibitivo das queimadas rurais e deu início a preparação da logística, planejamento estratégico e estrutura que vai ser empregada no combate às queimadas urbanas e rurais.

Via | Assessoria   Foto | Wheverton Barros
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta