Desde o primeiro sorteio, agosto de 2019, o Programa Nota MT já repassou R$ 2.618.300,00 para 191 instituições nele cadastradas, o equivalente a 20% das premiações aos sorteados. Desse total, R$ 568.700,00 já foram repassados à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de 45 municípios mato-grossenses.

Ao todo, existem em funcionamento no Estado 67 Apaes filiadas à Federação Nacional da APAE. Restam ainda para repassar R$ 27.800,00 relativos às indicações dos sorteados neste mês de maio, que serão depositado na primeira quinzena de junho.

“Nos deixa muito satisfeitos perceber que o Nota MT está cumprindo sua função social, apoiando instituições que atendem diferentes segmentos, em todas as regiões do Estado. É importante que os cidadãos continuem pedindo o CPF na Nota, se cadastrem no programa e as instituições façam o mesmo para virem a ser beneficiadas, como é o caso das Apaes”, afirma o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.

A APAE de Cuiabá é quarta colocada em recebimento de recursos entre as 191 instituições cadastradas junto à Secretaria de Trabalho, Assistência social e Cidadania (Setasc). Até agora a entidade já recebeu do Programa Nota MT, o valor de R$ 83.100,00. Segundo a coordenadora pedagógica da instituição na Capital, Eliete Jandres de Morais, diante um cenário de pandemia sem precedentes na história da instituição, que completa 53 anos no mês de outubro, com a diminuição de doações físicas que completavam as despesas da instituição, o Nota MT veio colaborar com o pagamento de despesas diversas.

“Com os recursos do Nota MT conseguimos pagar o gás, alimentos, compra de materiais de expediente e pedagógicos. Mesmo diante de tantos desafios em meio a pandemia do novo corona vírus a APAE Cuiabá não deixou de atender as famílias e os filhos destas famílias, e o Nota MT está sendo um parceiro substancial para nossa instituição”, destaca Eliete Jandres de Moraes.

Com a dificuldade de captar recursos na pandemia, os recursos do Nota MT ajudam as Apaes a exercerem sua função social. A maior parte aplica os repasses na manutenção das despesas diárias.  A APAE de Barra do Garças foi indicada a receber R$ 34.100,00. A presidente da entidade Diana Milhomem, conta que os repasses foram de grande importância, pois devido a pandemia ficam impossibilitados de fazer os eventos, e com isto conseguem cumprir com os compromissos, desde luz, telefone e manutenção dos automóveis.

“Além de tudo, conseguimos efetuar parte do pagamento de funcionários e também compramos itens de alimentação para complementar cestas básicas que foram doadas para as famílias de nossos alunos. Agradecemos em nome de todos os nossos assistidos e seus familiares o Programa Nota MT e as pessoas que indicaram a APAE”, ressalta Diana Milhomem.

Outra unidade que os recursos do Nota MT ajudaram muito foi a de Tangará da Serra. Entre outras coisas, dos R$ 71.300 recebidos, parte deles foi utilizado para climatização das salas, com a aquisição de 17 aparelhos de ar condicionado.

E os exemplos vem também de vários outros municípios. A APAE de Guarantã do Norte foi uma das primeiras instituições a entrar no Programa Nota MT. Logo após o lançamento do Nota MT, as voluntárias fizeram uma ampla divulgação na cidade, convidando a população para se cadastrar e indicar a APAE como entidade beneficiada.

Com isso, numa cidade com cerca de 30 mil habitantes, a APAE de Guarantã já recebeu R$31.100,00. Com o dinheiro recebido a instituição construiu um banheiro adaptado para crianças de zero a 13 anos, ampliou a área do almoxarifado, comprou equipamentos, reformou um dos veículos, e restaurou e pintou as mesas e cadeiras usadas pelas crianças em suas atividades. Atualmente, com parte dos recursos, está sendo construída uma piscina para auxiliar nos exercícios com os alunos.

“O programa Nota MT foi de suma importância para a APAE de Guarantã do Norte, pela relevância dos valores recebidos, para desenvolver nosso trabalho. Estamos passando por um período difícil com a pandemia do coronavírus, e esses valores deram um fôlego para a instituição continuar com os atendimentos de nossas crianças especiais”, destaca Roseli Cavalett Sala, diretora da APAE no município.

Já a APAE de Carlinda, município do extremo Norte mato-grossense, com um pouco mais de 11.000 habitantes, usou para custeio em geral. Os recursos também tiveram relevância para a manutenção e desenvolvimento de outras ações. Em Pedra Preta, na região de Rondonópolis, o dinheiro recebido foi utilizado na compra de materiais pedagógicos e a de Pontes e Lacerda, no Oeste do Estado, utilizou na compra de materiais de construção para melhoria da infraestrutura da escola. Em Alta Floresta os recursos foram utilizados para despesas gerais, consumo e manutenção, assim como de Terra Nova e Brasnorte.

Cadastramento das entidades

Para participar do Programa Nota MT, as entidades sociais têm que se cadastrar junto à Setasc. Mais informações sobre o cadastramento acessar nos sites da Sefaz ou da Setasc.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta