Com o objetivo de apresentar o projeto Famato Jovem, os quatro finalistas mato-grossenses do programa CNA Jovem edição 2021 visitaram o Sistema Famato, nesta quarta-feira (19.05). Esta foi a primeira visita presencial. Eles também queriam conhecer melhor cada instituição. Foram recebidos pelo presidente do Sistema, Normando Corral e, em cada uma das casas, pelos respectivos gestores. “O dia foi muito produtivo. Eu não tinha consciência de como funcionava bem a cultura organizacional do Sistema”, destaca Flávio Andrade, um dos finalistas.

Ao longo do dia, eles estiveram com os gestores da Famato, do Senar-MT, Imea-MT e AgriHub. “Aprendi muito. Conhecer cada uma das casas foi primordial para darmos continuidade ao nosso trabalho”, destaca Jackelliny Rosa, também finalista do programa CNA Jovem.

Anna Luz e Camila Malagi disseram que o Sistema Famato tem muitos serviços e projetos que podem ajudar o produtor no seu dia a dia.  “Conheci produtos e áreas que eu não tinha nem noção que existiam e que eram necessárias para que os cursos chegassem até os produtores e trabalhadores rurais”, diz Anna Luz. Camila Malagi acrescenta que a ideia dos quatro é disseminar todo o conhecimento e informação que receberam nas regiões onde vivem.

Famato Jovem – Como finalistas, cada um dos quatro, tem projetos com grupos diferentes, ou seja, com jovens de outros estados. Porém, os quatro se uniram para trabalhar em favor do agronegócio mato-grossense.

O resultado desta união foi o Famato Jovem. Entusiasmados, eles pesquisaram, ouviram pessoas de Federações e Senares de outros estados e desenharam o Famato Jovem que foi apresentado, nesta quarta-feira (19.05), para os gestores do Sistema Famato.

A ideia é agregar estas lideranças jovens tanto ao Sistema Famato e suas casas, quanto aos Sindicatos Rurais.  “Queremos contemplar a colaboração mútua e investir no desenvolvimento pessoal de cada integrante”, destaca Anna Luz.

Formatar e implantar projetos que fortaleçam o setor agropecuário, fortalecer o cooperativismo e o associativismo e fomentar o empreendedorismo também fazem parte do nosso planejamento estratégico. “Mas não é só isso, também queremos incentivar a sucessão familiar e institucional voltada para o agro”, acrescenta Flávio Andrade.

Camila Malagi acrescenta ainda que o Famato Jovem vai atuar também em atividades técnicas, ações sociais, palestras e cursos. “Vamos trabalhar com os egressos e formar a Rede Famato Jovem”, acrescenta Jackelliny.

Resultado – Chico da Paulicéia, o superintendente do Senar-MT, designou duas pessoas da instituição para junto com os quatro líderes do Famato Jovem trabalharem na elaboração mais específica do cronograma e no planejamento das ações.

Via | Assessoria Senar-MT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta