A Polícia Civil do RJ iniciou nesta terça-feira (18) a Operação Lótus, contra uma rede nacional de exploração sexual infantil. Até a última atualização desta reportagem, cinco homens tinham sido presos, todos no RJ.

Agentes da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav-RJ) saíram para cumprir 68 mandados de busca e apreensão em 18 estados e no Distrito Federal.

Não há mandados de prisão, mas se uma equipe flagrar pornografia infantil em um endereço, o alvo é preso em flagrante.

No Rio, onde havia nove mandados, agentes foram para residências em Jacarepaguá e Guaratiba, na Zona Oeste; em Duque de Caxias, na Baixada; em Niterói; e em Campos e Macaé, no Norte do estado.

Um dos presos no RJ na Operação Lótus, contra a exploração sexual infantil — Foto: Reprodução/TV Globo
Um dos presos no RJ na Operação Lótus, contra a exploração sexual infantil — Foto: Reprodução/TV Globo

‘Imagens estarrecedoras’

Segundo o delegado Adriano França, titular da Dcav, em um ano de investigações, a especializada identificou diversos grupos que trocavam fotos e vídeos “com imagens estarrecedoras”.

Até bebês apareciam no material pornográfico interceptado, de acordo com as investigações.

Alvos por estado

  • Bahia: 5
  • Ceará: 3
  • Distrito Federal: 1
  • Espírito Santo: 3
  • Goiás: 5
  • Maranhão: 1
  • Mato Grosso: 2
  • Minas Gerais: 6
  • Pará: 4
  • Paraná: 1
  • Pernambuco: 2
  • Piauí: 1
  • Rio de Janeiro: 9
  • Rio Grande do Norte: 1
  • Rio Grande do Sul: 6
  • Rondônia: 1
  • Santa Catarina: 1
  • São Paulo: 15
  • Sergipe: 1
Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta