O servidor público e ex-vereador Roosivelt Coelho, que está internado em um hospital particular de Cuiabá com Covid-19, precisa de doação de sangue. Ele é marido da coordenadora da Pastoral do Migrante de Cuiabá, Eliana Vitaliano, de 57 anos, que morreu na terça-feira (23) após ficar 10 dias internada em tratamento contra a Covid-19 em Cuiabá.

Além de Eliana e o marido, a mãe dela, Nelzira Carvalho, também foi internada com Covid-19 em estado grave.

Coordenadora da Pastoral do Migrante de Cuiabá, Eliana Vitaliano, morreuinternada com Covid-19; marido e mãe também estão internados — Foto: Facebook
Coordenadora da Pastoral do Migrante de Cuiabá, Eliana Vitaliano, morreuinternada com Covid-19; marido e mãe de Eliana também estão internados — Foto: Facebook

A família de Roosivelt divulgou informações em redes sociais para a doação de sangue. Tanto Roosivelt quanto a mãe de Eliana continuam internados em estado grave em dois hospitais da capital.

As doações podem ser feitas no banco de sangue Hemosan- anexo ao Hospital Santa Helena, em Cuiabá.

Morte da coordenadora

Nas redes sociais, familiares e amigos postaram mensagens de luto.

Conforme familiares, após apresentar melhora, os médicos retiraram a sedação na segunda-feira (22) mas após 24 horas, não houve resposta.

Foi identificado o rompimento de veias cerebrais e a paralisação de uma parte do cérebro.

Eliana é conhecida por estar à frente dos trabalhos da Casa e Pastoral do Migrante. A instituição surgiu em 1980 e já acolheu mais de 2 mil pessoas. No início, a maioria eram brasileiras.

Em 2012, os haitianos buscaram ajuda e mais de 5 mil foram atendidos. Já em 2018, a maior parte do acolhimento foi de venezuelanos.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta