Cinco festas clandestinas com cerca de 300 pessoas aglomeradas foram fechadas na madrugada deste domingo (14), em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, durante a operação Dispersão IV da Polícia Militar.

De acordo com a polícia, 12 pessoas foram presas por descumprimento das medidas sanitárias de combate à Covid-19, conforme determinação dos decretos estadual e municipal.

Por volta de 1h, os policiais fecharam uma festa que acontecia em um bar, localizado na Rodovia do Peixes, zona rural da cidade.

Conforme o registro da ocorrência, o evento tinha cerca de 200 pessoas. Ao perceberem a aproximação da polícia, os organizadores da festa apagaram as luzes e os participantes saíram correndo para um matagal.

Segundo a polícia, a região e o estabelecimento foram cercados pelos policiais, que conseguiram abordar 87 convidados.

No bar, a PM constatou que os adolescentes presentes haviam feito uso de drogas e de tabaco (narguilé) e estavam ingerindo bebida alcoólica. Na checagem, os policiais ainda encontraram ainda porções de maconha e pasta base de cocaína jogadas no chão.

Durante as buscas no local, a polícia prendeu dois homens que se identificaram como caseiros da propriedade. Eles são suspeitos de terem desligado o interruptor da energia elétrica para dificultar a abordagem policial.

Um outro homem foi encaminhado à delegacia por desacatar e ofender com palavrões os policiais.

Além dos três suspeitos, os menores de idade também foram levados pelos oficiais, segundo a polícia. Todos foram presos e apreendidos por descumprimento das medidas sanitárias de combate à Covid-19.

Ainda na madrugada, a polícia foi informada sobre outra festa clandestina em uma casa, no Bairro Parque dos Lírios. Ao verificarem a denúncia no endereço, a PM constatou que o evento reunia cerca de 30 pessoas aglomeradas dentro do imóvel.

A responsável pela festa alegou que aglomeração de pessoas em sua casa se tratava de uma confraternização. Os convidados foram dispersados e a suspeita argumentou, ainda, que mesmo sabendo da determinação dos decretos decidiu realizar o evento. A polícia conduziu a mulher à delegacia.

No mesmo período, os policiais prenderam quatro pessoas no antigo aeroporto da cidade, no Bairro Jardim Adriana. O grupo fazia uso de bebidas alcoólicas com som alto.

Ainda entre a noite de sábado para domingo, os policiais encerraram também outras duas festas clandestinas, uma com 15 pessoas e outro evento com 10 convidados, no Bairro Vila Aurora.

Em uma das festas, os policiais constataram que, além da aglomeração, os frequentadores não faziam uso da máscara de proteção individual, e, entre os convidados, os policiais identificaram a presença de pessoas maiores de 60 anos, pertencentes ao grupo de risco. Três suspeitos foram presos.

Em menos de 24 horas, a Polícia Militar prendeu e conduziu 12 pessoas à Delegacia em Rondonópolis.

Casos de Covid-19

Até o fim da tarde desta sexta-feira, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, 271.765 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 6.330 óbitos em decorrência do coronavírus no estado.

Foram notificadas 553 novas confirmações de casos de coronavírus no estado e 47 mortes nas últimas 24 horas.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (58.729), Rondonópolis (21.365), Várzea Grande (16.959), Sinop (13.711), Sorriso (10.763), Tangará da Serra (10.342), Lucas do Rio Verde (9.699), Primavera do Leste (8.133), Cáceres (5.984) e Nova Mutum (5.334).

UTIs lotadas

A fila de pacientes que esperam por leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 caiu para 91. Até sexta-feira (12), eram 102 pessoas na fila. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

O governo de Mato Grosso pediu ajuda aos outros estados, no domingo (7), para transferir esses pacientes com Covid-19 para UTIs, mas nenhum estado respondeu oficialmente sobre o pedido de ajuda.

Enquanto isso, o governador Mauro Mendes (DEM) anunciou na quarta-feira (10), durante entrevista coletiva, a abertura de 500 leitos clínicos com ventilação mecânica e 160 de UTI para atender pacientes com Covid-19.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta