A partir do recebimento de uma notificação recomendatória do Conselho Regional de Educação Física de Mato Grosso (Cref-MT) que especificava as atribuições e responsabilidades desse órgão, dos profissionais de educação física, além das regras gerais adotadas no Estado de Mato Grosso para a prática de esportes, conforme dita o Plano Estadual de Desporto, que inclui programas de estímulo ao desporto e paradesporto, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) tomou a iniciativa de ir conversar com o Cref-MT em Cuiabá sobre as ações no âmbito do esporte em Rondonópolis e o trabalho que vem desenvolvendo. A visita aconteceu ontem (11) e, entre os integrantes da Smel estavam, além da secretária interina de Esporte e Lazer, Carla Gonçalves de Carvalho, a gerente de Departamento de Administração/Infraestrutura, Roseane Prado, e o gerente do Departamento de Esporte e Lazer, Luíz Oscar Binha. Também participaram do encontro o presidente do Cref-MT, Edson Luiz Manfrin, o vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física(Confef), Carlos Alberto Eilert, e membros da equipe do Cref-MT.

“Vários municípios do estado receberam esse documento, que é uma notificação orientativa para o exercício legal da profissão de educador físico. Com a mudança do gestor da instituição, no início de 2021, esse foi um cuidado que o Cref-MT teve de abrir um diálogo com os municípios e deixar todos a par das normas atuais”, comenta Carla, que complementa: “Então, ao recebermos a notificação, achei interessante irmos até eles para mostrarmos as atividades que estamos realizando mesmo na época da pandemia e que não estamos deixando a Secretaria parada por conta das restrições, mas estamos promovendo campeonatos on-line, inclusive porque sabemos que, em um período tenso como o que estamos vivendo, as pessoas precisam de entretenimento para relaxarem e se tranquilizarem”.

Entre os assuntos debatidos na reunião estavam os investimentos em obras para o esporte – em andamento, finalizadas e em fase licitatória – que superam valores da ordem de R$15 milhões, segundo a secretária, como as praças do Jardim Belo Horizonte e do Jardim Europa, o miniestádio do Jardim Iguassu e os playgrounds espalhados em diversos bairros da cidade, a exemplo dos do Conjunto Marechal Rondon, do Casario, do Horto Florestal e do Jardim Atlântico.

Outras pautas também entraram em discussão, como compartilha a secretária: “O cref tem interesse de fazer um fórum de educação física aqui. Então assumimos a incumbência de elaborarmos um projeto para esse evento e, como estamos nesse período incerto de pandemia, ainda vamos definir se será on-line ou presencial, de acordo com a evolução dos acontecimentos”.

Também foram apresentados alguns campeonatos que a Smel vem fomentando durante a pandemia como os jogos de futebol do Torneio de Esporte Eletrônico Pro Evolution Soccer 2021, que estão acontecendo desde o início de março e já estão na etapa eliminatória e, ainda, o Warzone, que também ocorre em ambiente virtual e o Desafio dos Tubarões, que será um campeonato de natação em que os atletas vão entrar sozinhos na piscina e terão sua performance cronometrada, podendo acompanhar os resultados pelo intagram da prefeitura. Esses dois últimos estão previstos para abril.

Agora, será marcado novo encontro para acerto dos planos, compartilha Carla: “Ficamos de combinar uma nova data para nos reunirmos e definirmos a concretização dos projetos a serem realizados em parceria, traçando as diretrizes para colocarmos o que está no planejamento em prática”.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta