Uma mulher foi mantida em cárcere privado dentro da própria casa e estuprada durante dois dias por dois homens, entre a manhã de quinta-feira (4) e a noite de sexta-feira (5), por dois homens em Rondonópolis.

A vítima contou aos policiais militares que por volta das 8h de quinta-feira estava saindo de casa para ir trabalhar quando foi rendida por um homem que a levou de volta para o interior da casa.

Ela disse ainda que foi amarrada, teve os olhos vendados, teve o cabelo cortado e foi estuprada várias vezes. Ela foi obrigada a dar as senhas de seus cartões de crédito aos criminosos.

Ainda segundo a vítima, os suspeitos fizeram com que ela ligasse para familiares e colegas de trabalho dizendo que estava bem, somente indisposta e com dor de cabeça.

Os colegas de trabalho, no entanto, desconfiaram da situação e entraram em contato com a irmã da vítima, que foi até a casa dela.

No local, os suspeitos falaram para a vítima dizer a sua irmã para que voltasse outro dia, Mesmo assim, ela insistiu e ao perceberem que ela não ia embora, obrigaram a vítima a abrir a porta pra que ela entrasse com seu sobrinho de 6 anos, momento em que ela empurrou a porta e saiu correndo junto com a irmã e o sobrinho.

Segundo a vítima, frequentemente era aliciada por um dos suspeitos, que chegou a insinuar que arranjaria um emprego a ela caso se relacionasse com ele.

Após o ocorrido foi acionado a viatura que compareceu no local. O homem foi localizado na casa dele. O local foi isolado pela Polícia Civil.

A mulher foi atendida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada para a Santa Casa.

Após o atendimento, tanto ela quanto a irmã, que testemunhou a ação, foram encaminhadas à delegacia para demais esclarecimentos.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta