A Coordenação  do Programa Estadual de Controle da Malária, emite ALERTA MALÁRIA,  solicitando  que seja compartilhado com os profissionais médicos (as) e enfermeiros (as) de todas as unidades de saúde do município, (incluindo Pronto Atendimento, UPA, Centro de Atendimento ao Covid, UBS e Laboratórios Municipais).

Esclarece ainda que, apesar de Cáceres   não possuir  casos autóctones da doença, porém    está situada em região próxima que  – atualmente – enfrenta surto por malária (Pontes e Lacerda). Além do  que, as pessoas podem se deslocar para regiões mais distantes, como é o caso de Aripuanã (também citada no alerta), tanto a trabalho como a passeio, e, no retorno ao município de origem apresentar sintomas da doença.

Ressalta que, recentemente o Escritório Regional de Saúde de Cáceres, enviou aos municípios da região, exemplares do Guia de Tratamento da Malária.

Por último informa que, quando notificados casos de malária, o medicamento deve ser solicitado ao ERS – Cáceres. As notificações,  por sua vez, devem ser inseridas no sistema de informação “SIVEP MALÁRIA” e não no SINAN.

Via | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta