O veículo, um rodotrem, estava circulando fora do horário permitido para o tipo de trasporte que realizava, fato que chamou a atenção dos policiais.

A equipe solicitou ao motorista os documentos de porte obrigatório e ele apresentou a CNH e o CRLV dos veículos. Foi feita consulta da documentação no sistema PRF, na qual foi identificado que a CNH do condutor aparecia como vencida desde 21 de janeiro de 2016, o que gerou desconfiança quanto originalidade do documento mostrado, que estava dentro do prazo de validade.

Foi requisitado ao motorista a apresentação de outro documento, momento o qual foi entregue à CNH verdadeira e um Certificado de Reservista. Ao consultar outros sistemas de banco de dados a equipe conseguiu descobrir a fraude. Foram encontradas várias incoerências entre o documento apresentado inicialmente e as informações coletadas.

Após ser questionado a respeito da origem do documento falsificado, o motorista informou que adquiriu a CNH pelo valor de R$ 2 mil junto a uma autoescola no município de Sorriso.

O motorista, de 49 anos, deve responder por uso de documento falso, e foi encaminhado à delegacia da Polícia Federal de Sinop para a realização dos demais trâmites legais.

Via | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta