Segundo a polícia, atirador trabalhou na loja por mais de 15 anos e foi demitido durante adequações na empresa, há um ano.

Um ex-funcionário de uma ferragista invadiu o comércio, matou o gerente da empresa com um tiro, atingiu outro colaborador na perna e se matou dentro do local, na tarde desta quarta-feira (16), na Vila Morais, em Goiânia, segundo informações divulgadas pela Polícia Militar.

A corporação foi chamada às 15h30 para atender a ocorrência. Segundo o tenente da PM Gustavo Arantes, o atirador trabalhou na loja de ferramentas por mais de 15 anos e foi demitido há um ano.

“Esse atirador achava que o gerente era o responsável pela demissão dele naquela época. Por isso, ele voltou esse tempo depois para matá-lo”, relata o tenente.

O oficial explicou ainda que o homem foi até a sala do gerente primeiro, deu um tiro na perna de um funcionário e, em seguida, atirou contra o gerente, que morreu na hora. O subgerente da empresa também era alvo do ex-funcionário, mas conseguiu fugir antes de ser atingido.

O atirador foi identificado pela polícia como Marciano Leodorico da Silva. Já a o gerente trata-se de José Edilson da Silva, de acordo com a corporação.

O funcionário baleado na perna tem 37 anos e está no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). A unidade de saúde informou que ele teve perfuração na coxa esquerda. O estado de saúde geral é regular.

O homem passou por exames clínicos e de imagens. O hospital informa que ele respira espontaneamente, está consciente e fora de risco.

Homem invade ferragista, mata gerente e se mata em seguida, em Goiânia, Goiás — Foto: Gabriel Garcia/TV Anhanguera

Homem invade ferragista, mata gerente e se mata em seguida, em Goiânia, Goiás — Foto: Gabriel Garcia/TV Anhanguera

Imagens de segurança

As câmeras de segurança mostram o ex-funcionário entrando na sala do gerente, que estava conversando com um colaborador.

O atirador tira um revólver da cintura e aponta contra o gerente, que se levanta da mesa e tenta segurar o homem junto com o colaborador.

Mas o ex-funcionário se afasta e atira na perna do homem, que sai da sala. O atirador então consegue atingir o gerente, que cai no chão da sala sem reagir.

O homem sai da sala e volta segundos depois. Fica mais algum tempo olhando o gerente caído no chão. Ele pega o revólver e atira contra a própria cabeça.

Demissão

Ao sair da empresa em 2019, de acordo com testemunhas relataram à PM, o ex-funcionário disse para o gerente que mataria ele e o subgerente.

Neste tempo, funcionários contaram para os policiais que ele fez ameaças constantes ao gerente pelas redes sociais.

Veja vídeo:

Via | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *