Uma reunião entre técnicos do Departamento de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde, Agentes de Controle de Endemias e veterinários do Departamento de Vigilância Ambiental de Rondonópolis, na manhã desta segunda-feira (14), definiu as ações que serão adotadas no próximo sábado (19), quando será realizado o “Dia de Prevenção da Dengue e Leishmaniose” em Rondonópolis.

Pit Stop está previsto para ter início a partir das 8h, e deve se estender até as 10h30. Os profissionais da saúde, estarão posicionados no cruzamento da Rua Rio Branco com Marechal Rondon, no Centro, em frente a Praça dos Carreiros.

Na verdade, os técnicos e veterinários da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), elaboraram um panfleto informativo com informações e orientações de cuidados e prevenção às citadas endemias que será distribuído à população durante o Pit Stop.

Conforme informações da Gerente do Departamento de Saúde Coletiva, Gil Machado, equipes dAgentes de Controle de Endemias – UVZ, estarão com faixas orientativas com informações sobre a Dengue e Leishmaniose na cidade; além dos panfletos distribuídos com orientações e cuidados a serem adotados pela população para se evitar o contágio e a proliferação das citadas endemias.

Mesmo com a pandemia do Coronavírus, a Secretaria Municipal de Saúde não se descuida, e orienta a população para que também ela não se descuide dos cuidados necessários e se previna para evitar a proliferação e, o consequente aumento da Dengue, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, bem como os perigos à saúde humana em caso de contágio.

Outra preocupação de momento, diz respeito à Leishmaniose visceral canina e, a Leishmaniose tegumentar que são doenças infecciosas, não-contagiosas, que acomete cães e o homem, e provoca úlceras na pele e nas mucosas das vias aéreas superiores. Ambas são zoonoses ou doenças causadas por um parasita chamado de Leishmania.

O parasita viaja em um vetor (mosquito) que transmite ao cachorro através de uma picada do mosquito “flebótomo”, conhecido também como mosquito ‘palha’ que, encontra condições mais favoráveis de reprodução e proliferação no ambiente, nos meses de mais calor como agora.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *