O deputado estadual Thiago Silva (MDB) está cobrando explicações da Secretaria de Estado de Educação sobre o possível remanejamento de mais de 1.000 alunos do Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) “Professor Alfredo Marien” de Rondonópolis, para as escolas dos bairros.

Thiago tem cobrado que a Seduc possa dialogar presencialmente com a diretoria escolar em Rondonópolis e ouvir a comunidade sobre o remanejamento. O Ceja tem atuação de mais de 35 anos o município e o Governo pretende remanejar alunos tanto em Rondonópolis quanto em outras cidades do estado para ampliar as vagas.

Segundo o documento enviado para a comunidade escolar, o fato do prédio escolar ser pequeno e sem quadra poliesportiva são alguns motivos alegados para o remanejamento.

“Defendo a permanência da Escola Alfredo Marien e também a expansão de Ceja’s nos bairros da cidade. Hoje, muitos alunos já saem direto do seu trabalho e estudam no Ceja Alfredo que fica na região central e passou por reforma recentemente, e com o remanejamento, a logística de alunos poderá ser prejudicada”, disse Silva.

Thiago Silva fez um requerimento na Assembleia para que a Seduc possa apresentar o estudo que comprova a necessidade de fechamento da Escola Alfredo Marien e o remanejamento dos estudantes para escolas em bairros próximos de sua casa.

O secretário da educação, Alan Porto, informou o deputado Thiago que a Seduc está levantando informações e considerações da diretoria da Escola Alfredo Marien para em seguida tomar uma decisão junto da sua equipe de planejamento sobre o remanejamento. Segundo Alan, o objetivo da Seduc é ampliar o número de vagas e de Centros de Formação de Jovens e Adultos no município.

O Governo tem a pretensão que os alunos do Ceja possam concluir os estudos nas Escolas Estaduais José Salmen Hanze, Francisca Barros de Carvalho e Elizabeth de Freitas Magalhães. Thiago seguirá acompanhando de perto as tratativas sobre o remanejamento de alunos do Ceja em Rondonópolis.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *