Fogo subterrâneo entre as camadas do subsolo vinha sendo controlado no Parque Nacional, mas agora se espalhou pela superfície.

O fogo voltou a ganhar força no Pantanal de Mato Grosso e chegou às margens do Rio Paraguai. Até então o fogo subterrâneo entre as camadas do subsolo vinha sendo controlado no Parque Nacional, mas agora se espalhou pela superfície. O fogo na região começou em julho.

O incêndio atingiu as margens do Rio Paraguai e está ameaçando regiões que já estavam controladas.

Segundo as equipes que atuam no combate, essa região ainda está muito seca. Por isso, os incêndios estão retornando à superfície e com força.

Um helicóptero do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) reforça a operação de combate às chamas.

Há cerca de 15 dias as equipes de combate aos incêndios florestais no Pantanal começaram a ser reduzidas a partir da diminuição de focos e da chegada das chuvas.

Mas as chuvas ainda são muito fracas para penetrar no solo e extinguir o fogo subterrâneo.

Pelo menos nos próximos três dias ainda não tem previsão de chuva pra região do parque nacional.

De janeiro até agora, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) identificou 21.260 focos de calor no pantanal é o maior número já registrado pelo instituto.

Segundo a análise do Corpo de Bombeiros, atualmente são 642 focos ativos no Pantanal.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *