Há quem diga que 2020 é um ano atípico. Na vida da gerente-coach Marilu Teixeira Gomes dos Santos, 51 anos, 2020 representa o início de um novo ciclo. Quase um ano após a descoberta de um câncer de mama e seu tratamento, ela está prestes a retornar ao trabalho e às atividades que tanto gosta tendo em mente um cenário bem definido: a importância de desenvolver hábitos de autocuidado em sua rotina.

Tudo começou em julho de 2019, quando a data de sua consulta de rotina no ginecologista se aproximava. “Há cinco anos, tive um nódulo na mama. Na época, o médico avaliou como benigno e ele foi retirado. Tanto que sempre estou atenta e faço o autoexame. Foi dessa maneira que senti um nódulo novo na mesma região. Até meu cachorro, o Mike, parecia perceber algo estranho em mim: cheirava muito este local do meu corpo. Esses alertas me fizeram antecipar a consulta”.

Em questão de um mês, Marilu detectou a neoplasia maligna e já começou os procedimentos recomendados. “Foi tudo muito rápido. Fiz a biópsia e, logo depois, a cirurgia de quadrante de mama. Na sequência, veio a quimioterapia por uns cinco meses e a radioterapia por um mês. Tive muito apoio da minha família e também do Grupo Matos, empresa em que trabalho em Cuiabá. Outro ponto importante diz respeito aos médicos, que ajudaram a desmistificar todo o processo”.

Marilu enfatiza que, apesar do amplo leque de informações sobre a doença, muitas pessoas ainda temem o tratamento – por medo ou desconhecimento. “Cheguei a levar umas quatro pessoas comigo nas sessões de quimioterapia. Só para elas entenderem de perto como funciona. Tem gente que sente alguma dor ou até sente um nódulo, mas não vai atrás para descobrir o que é. Ou por medo, ou por falta de acesso mesmo”.

Powered by Rock Convert

AUTOCUIDADO – Neste viés, Marilu reforça que o autocuidado é primordial tanto no dia a dia quanto durante o tratamento e o pós-tratamento. “É importante ter a mente positiva e renovar a fé em Deus. Manter-se vigilante e pensar que tudo dará certo. Fazer com que o cérebro dê esse comando ao corpo. Além disso, é claro, seguir com as orientações dos profissionais de saúde sobre como proceder a partir de então e também entender quais mudanças você deve fazer em sua rotina de autocuidado”.

Entre as recomendações, que vão desde mudanças na alimentação até a prática de atividade física, consta a atenção redobrada com a pele. “Precisamos tratar o corpo por dentro e por fora. Durante o tratamento, os médicos falaram para passar hidratante duas vezes por dia – de manhã e à noite – e óleos corporais. Isto pois, tanto a quimioterapia quanto a radioterapia, podem afetar a pele. Eu, que já tenho esse costume, reforcei o uso e não tive nenhum tipo de queimadura ou dores”.

A gerente-coach diz que os treinamentos em sua área de atuação contribuíram, inclusive, para planejar seus novos passos. “Já estou há 21 anos no Grupo Matos (franqueado O Boticário em Cuiabá e Várzea Grande) e a quantidade de cursos ao longo do tempo evidenciaram o lado de planejar e ter disciplina. Tudo isso me ajudou a criar e manter novos hábitos”.

Marilu também ressalta que, durante o ano de tratamento, mesmo estando em casa afastada do trabalho, solicitou sua permanência em grupos e participação em treinamentos virtuais, sendo atendida pela empresa. “Todos esses fatores me fizeram manter a mente sã. Hoje percebo que todo esse processo contribuiu muito para que eu viva melhor e possa ser uma pessoa melhor. Gratidão”, finaliza.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *