Mandados são cumpridos na Capital e também em Diamantino; em um golpe investigado, vítima teve prejuízo de R$ 26 mil

A Polícia Civil de São Paulo deflagrou, na manhã desta quinta-feira (22), a Operação Camaleão, com desdobramento em Cuiabá e em Diamantino (208 km da Capital). Com apoio da força de Mato Grosso, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta manhã. A ação diz respeito a uma organização criminosa que aplica golpes por meio de um site de compra e venda e aplicativos de celulares, o conhecido Golpe da OLX.

As investigações foram conduzidas pelo Setor Especializado no Combate à Corrupção, Organização Criminosa e Lavagem de Dinheiro (Seccold) da Seccional de Guaratinguetá (SP), que averiguavam os crimes de estelionato cometidos pelas plataformas OLX e WhatsApp. Foram colhidos indícios de autoria e materialidade que apontam a participação de ao menos quatro pessoas residentes em Cuiabá, sendo esses os alvos.

O trabalho conta com apoio da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor), Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra à Administração Pública (Defaz), Gerência de Operações Especiais (GOE) e Delegacia de Diamantino.

No golpe aplicado em um vendedor e um comprador de veículos anunciante na plataforma OLX, ambos residentes em Guaratinguetá, o estelionatário conseguiu obter R$ 26 mil da vítima que pretendia adquirir o veículo.

Com base nas investigações, a Seccold representou ao Juízo de Guaratinguetá pelo sequestro do valor da pessoa titular da conta bancária destino da vantagem ilícita, bem como pelo deferimento dos quatro mandados de busca e apreensão domiciliar em quatro endereços localizados em Cuiabá com objetivo de apreender aparelhos celulares e outros elementos que possam contribuir com as investigações.

Fonte | RMT

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *