Os números indicam um aumento de 581% de área pantaneira afetada pelo fogo em relação ao ano passado, quando foram incendiados 317 mil hectares. Os incêndios na região, comuns nesta época do ano, foram agravados pela seca que atingiu o bioma em 2020. As chuvas caíram pela metade se comparadas à média histórica, afirma o ICV com base em informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Período proibitivo 

Apesar de ter sido antecipado neste ano, o período de proibição das queimadas, que geralmente inicia em 15 de julho, a medida não foi suficiente para conter o fogo.  Isso porque dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) compilados pelo Monitor de Queimadas do ICV mostram que, dos 11,2 mil focos de calor no Pantanal entre janeiro e setembro, 10,7 mil foram entre julho e setembro – o equivalente a 95% do total.

Fonte | RMT

 

 

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *