A Justiça do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho (MPT) destinaram mais R$ 5.175,45 ao projeto “Isolamento Solidário”, apresentado pela Obra Kolping de Mato Grosso. Essa é a segunda destinação feita à entidade. Somados, os repasses para a compra de cestas básicas se aproximam dos 11 mil reais.

Ouça a versão desta matéria em áudio

As destinações têm como objetivo garantir a alimentação e higiene para 35 mulheres trans em situação de vulnerabilidade que são atendidas pela Casa de Apoio da Comunidade LGBTQI+ e Profissionais do Sexo de Rondonópolis. A ação ocorreu no contexto da pandemia causada pela covid-19.

O padre Aladim Loureiro, membro da diretoria da Obra Kolping, ressalta que essas doações são uma forma de possibilitar a essas pessoas “mais dignidade e qualidade de vida nesses tempos de pandemia”.

Os valores repassados pela Justiça do Trabalho e MPT são oriundos de indenizações por danos morais coletivos em processos trabalhistas. As destinações seguem as recomendações publicadas no fim de março pela Corregedoria do TRT de Mato Grosso e pelo Conselho Nacional do Ministério Público para que os valores disponíveis para a promoção de ações afirmativas fossem liberados, prioritariamente, para medidas de combate ao vírus causador da covid-19.

PJe 0000743-16.2019.5.23.0016

Fonte | Assessoria

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *