Novidade no Brasil será oferecida pela Really Experience, rede de escolas que implementa seu modelo de ensino em outros colégios
A oportunidade de ter um diploma americano sem sair do Brasil tem chamado a atenção de escolas e de muitas famílias. Algumas metrópoles já contam com instituições que oferecem o High School, ensino médio americano. A novidade agora é que o ensino fundamental americano também está chegando por aqui.

A Really Experience, que já oferece o High School, equivalente ao ensino médio brasileiro, traz agora também o Middle School para o país inteiro, inclusive nas menores cidades brasileiras. Nesse modelo, o aluno tem aulas totalmente em inglês no contraturno, onde as disciplinas são cursadas de acordo com as normas dos Estados Unidos e validadas por uma instituição de ensino oficial no exterior. A Really tem sede em Orlando para fazer essa certificação e implementar o formato em colégios no Brasil, além de funcionar em suas mais de 50 unidades. É necessário dedicar apenas algumas horas a mais de estudo por dia, e ao final do curso os alunos recebem dois diplomas: um de ensino fundamental brasileiro e outro americano.

Do ponto de vista do negócio, a Really leva seu formato de ensino por meio de parcerias. Com unidades funcionando em 50 municípios, as mensalidades pagas pelos alunos são divididas ao meio, entre a empresa matriz e o parceiro, que dirige aquela escola. Esse formato rompe com o modelo de franquias, onde o custo de aquisição é alto, portanto com poucas possibilidades de sobrevivência nos interiores do Brasil.

Desde seu início de internacionalização do ensino brasileiro, quando a Really criou suas estruturas de aulas em Orlando e passou a transmitir aulas de inglês, com professores americanos, direto para suas unidades no Brasil, havia a proposta de democratizar o ensino do idioma, principalmente nas menores cidades do país e se diferenciar das escolas bilíngues. “A gente queria trazer efetivamente o ensino dos Estados Unidos pro Brasil, com certificação e tudo. Imagine que, agora é possível uma pessoa em uma cidade com 100 mil habitantes estudar pela internet, como se estivesse em uma sala de aula nos EUA. O Middle School e o High School possibilitam que o aluno tenha um registro no sistema de ensino da Flórida, como um aluno americano”, conta Édney Quaresma, CEO da Really Experience.

Além de possibilitar a participação ativa em uma nova cultura, aumentando a visão de mundo do aluno, a versatilidade do programa permite também que os estudantes façam várias disciplinas eletivas com apelo mais vocacional, pois nos colégios americanos são obrigatórias apenas três matérias teóricas: matemática, inglês e história. “Já iniciar a jornada de certificações americanas com o Middle School é uma opção recomendada, pois quanto mais cedo o aluno faz a imersão no ensino estrangeiro, mais facilmente ele absorve outra língua. Além do mais, o Middle School já prepara o aluno para o famoso High School, que sustenta as possibilidades de cursar uma faculdade americana, minimizando os trâmites que um estudante de fora dos EUA precisa realizar”, ressalta.

Para participar do programa, os estudantes devem possuir nível de inglês equivalente ao A1, que se refere ao nível inicial e básico do idioma. A aptidão precisa ser comprovada por qualquer teste internacional, realizado em até 2 anos. Apesar do nível mínimo, quanto maior o nível de inglês dos alunos, mais fácil será o seu desenvolvimento – o Middle School é cursado junto com o ensino fundamental brasileiro e concluído em 3 anos.

Sobre a Really Experience:

A Really Experience é uma escola americana de inglês, Middle School e High School, que utiliza o método de aulas ministradas por transmissão ao vivo ou por on demand diretamente de Orlando, nos Estados Unidos, com professores nativos. Está presente em 50 municípios brasileiros, a maior parte deles com menos de 250 mil habitantes, onde as grandes franquias não se firmam, algumas capitais também já receberam unidades Really. Rompendo com o modelo de franquia, a Really leva, por meio de parcerias, um método semipresencial, além de material didático e aplicativo no celular, que completam a grade pedagógica. Os cursos de inglês têm duração de dois anos e os alunos recebem certificação americana. Foi fundada por Édney Quaresma em 2017.
Fonte | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *