Equipamento ajuda na diminuição do risco de contaminação do vírus.

Uma médica e um engenheiro de Primavera do Leste, na região sul do estado, fizeram um capacete de ventilação artesanal para o estão com Covid-19, no município. No total, 10 pacientes já usaram ou estão usando o dispositivo. Segundo a médica Francine Beduschi, ele ajuda na diminuição do risco de contaminação do vírus.

Até agora 15 capacetes já foram reproduzidos e 10 pacientes já usaram ou estão usando em Primavera do Leste, Cuiabá, Barra do Garças e Alto Taquari.

O capacete é um dispositivo que já existe há algum tempo, mas por conta da pandemia está sendo difícil encontrá-lo no mercado. Em Primavera do Leste, ele foi adaptado com materiais da região. O capacete é formado por três partes.

Na parte transparente, foi usado uma toalha de plástico e fechado com uma seladora. Uma flange de pia foi usada como adaptador para anexar no respirador. Na parte flexível, um balão gigante de festa foi acoplado. Como aro, foi usado uma tampa e presilha de um tambor de plástico.

Esse capacete está sendo usado em todas as unidades hospitalares de Primavera do Leste. No total, dez pacientes já usaram ou estão usando o dispositivo. A médica Francine Beduschi e o engenheiro civil Rafael Beduschi foram os responsáveis por reproduzir esse capacete. Ela explica como ele foi adaptado para os pacientes que estão em tratamento com a Covid-19

“É claro que ainda existem pacientes que mesmo com esse tipo de terapia, que possam ser submetidos a intubação. O uso do capacete na nossa cidade é recente, ele tem um pouco mais de uma semana. Nós não temos estatísticas ainda, mas baseado em estatísticas de outras iniciativas brasileiras de protótipos parecidos e semelhantes em outros estados, observou-se uma diminuição de intubação desses pacientes gravemente cometidos, em torno de 30% a 60%”, afirma.

O capacete só pode ser usado em uma unidade hospitalar que tem uma equipe médica, uma equipe de fisioterapeutas e também um respirador. Segundo a doutora, o risco de contaminação da equipe pela Covid-19 é menor, pois as chances das gotículas de saliva do paciente se espalharem pelo ambiente diminui com esse capacete.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *