A presidente do bairro Mathias Neves, Sibele Araújo está desde o início da semana colhendo assinaturas para tentar evitar a construção do centro socioeducativo na região.

De acordo com a comunitária, a Prefeitura fez a doação da área que fica a 413 metros, para o Estado, sem procurar a população dos bairros Mathias Neves, Padre Lothar, Vila Rica, Antônio Geraldine, Paiaguas I,II e III, Neuma de Moraes e Residencial Melchiades. “O governo do Estado anuncio a construção no dia 13 deste mês. O projeto vai abrigar 60 adolescentes em conflito com a lei. Temos vários moradores preocupados com essa construção. Temos dezenas de outros terrenos públicos com distanciamento saudável de residências, que poderiam ser destinados para esse fim. O que fizeram foi errado e população vai correr atrás dos seus direitos e buscar corrigir um erro grave da gestão pública”, garante.

Sibele garante que já conseguiu adesão de 1.200 assinaturas dos moradores na região. Um ponto de coleta foi fixado na entrado do bairro Mathias Neves e ficará no local até sábado (25). “Vamos chegar com toda certeza 1.600 assinaturas. Não queremos essa construção e estamos colocando no papel nossa insatisfação. Vamos anexar o abaixo-assinado a outros documentos que já levantamentos na próxima semana vamos ingressar uma ação na justiça pedindo o embargo da obra. Estamos prontos para uma batalha judicial e vamos vencer”.

A liderança comunitária ainda lembra que a área doada poderia ser destinada para prática de esporte e lazer de crianças, jovens, adultos e idosos. “Os bairros da nossa região reúnem mais de 10 mil pessoas. Precisamos de um campo de futebol, uma quadra de concreto, quadra de areia, local para caminhada e práticas de outras atividades físicas. Uma praça esportiva sim, somos favoráveis, assim como escolas, creches e unidades de saúde”.

Fonte | Assessoria

Governo de MT libera R$7,5 milhões para construção de socioeducativo em Rondonópolis

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *