Até essa terça-feira (14), Mato Grosso registrava 29.918 casos confirmados e 1.157 óbitos em decorrência doença.

O pico da pandemia da Covid-19 em Mato Grosso ainda não foi alcançado como previsto no início, segundo o secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo. Durante uma live feita nas redes sociais do governo, nesta quarta-feira (15), o secretário afirmou que os casos devem continuar aumentando até novembro deste ano.

Até essa terça-feira (14), Mato Grosso registrava 29.918 casos confirmados e 1.157 óbitos em decorrência doença. No entanto, segundo Gilberto, esse número pode ser até 10 vezes maior.

“Podemos assegurar que mais de 300 mil pessoas no estado já se infectaram. Não é decreto sozinho que faz efeito, a população continua fazendo festa, aglomerando, não usando máscara”, afirmou.

A taxa isolamento social, recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a melhor forma de conter o vírus, é de 35% e 50% nos fins de semana, em Mato Grosso, o que pode colaborar para o aumento no número de infectados.

O secretário disse ainda que o número de pessoas circulando nas ruas sem máscaras de proteção é muito alto pela quantidade de casos que estão sendo registrados da doença.

“Estamos longe do pico, acredito que vai estar presente ao final deste ano ainda, entre outubro e novembro. Vamos ter uma queda gradual lenta da infecção e vamos conviver com ela por mais tempo”, ressaltou.

Fonte | G1

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *