Evento on-line reuniu 137 compradores de 44 países do setor de alimentos e bebidas. Para 60% das empresas, o volume de vendas atendeu ou superou a expectativa

Em cinco dias, o Business Connection Brazil registrou US$ 28,72 milhões em negócios fechados e US$ 150,88 milhões em transações futuras. A rodada de negócios virtual foi uma iniciativa inédita organizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com foco nas micro, pequenas e médias empresas dos setores de alimentos e bebidas. O evento on-line reuniu 353 fornecedores, dos quais 52% são pequenos negócios e 137 compradores de 44 países.

“A iniciativa interinstitucional virtual permitiu de maneira inédita trazer oportunidades de acesso a novos mercados tanto às empresas que já detêm experiência exportadora quanto para aquelas que não haviam exportado e que estão no processo de preparação para o mercado externo. Os pequenos negócios em sendo maioria dos participantes exemplificam a importância de reforçar a nossa atuação para trazer para o dia a dia das empresas brasileiras a cultura exportadora e o caminho para melhorar sua competitividade pelas vias da internacionalização”, explica o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick.

“O trabalho integrado entre as esferas pública e privada para permitir que as micro e pequenas empresas acessem mercados externos é fundamental para abrir alternativas para eles enfrentarem a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus e a consequente retração da demanda interna”, comentou o diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi.

Entre os participantes da rodada de negócios, estava Isaac Bley, sócio-diretor da Alimempro Produtos Processados. “Foi uma excelente oportunidade para estreitar a relação e conhecer melhor a cabeça de possíveis compradores principalmente da Europa e Canadá no meu caso”, comentou o executivo que acredita que a Business Connection Brazil vai ajudar a empresa a realizar a sua primeira exportação em agosto, na próxima safra do alho roxo, insumo que Alimempro processa.

“Nos últimos dois anos conquistamos certificações de qualidade nacional e internacional do nosso produto. A pandemia tem feito os consumidores optarem por marcas que prezam pela qualidade e esse movimento pode representar uma grande oportunidade para nós”, comentou. No plano de internacionalização da empresa, a estratégia é avançar aos poucos. “Acreditamos muito no mercado interno, mas não podemos perder a chance de diversificar os nossos clientes. A ideia é começar com um container para depois expandir”, comentou Isaac.

As rodadas de negócios do Business Connection Brazil foram realizadas por meio de reuniões individuais B2B entre os fornecedores do setor de alimentos e bebidas do Brasil e compradores internacionais entre os dias 22 de 26 de junho com inscrição gratuita. Entre os países participantes, destacaram-se a China e os Emirados  Árabes Unidos, ambos com 15 empresas cada, e os Estados Unidos e o Canadá, com nove compradores cada. Pesquisa realizada com os fornecedores brasileiros retrata o sucesso da iniciativa. Para 60% o resultado obtido com a participação no evento superou ou atendeu completamente as expectativas. Todos afirmaram que teriam interesse em participar de uma nova iniciativa semelhante.

As micro, pequenas e médias empresas têm um papel de destaque nas exportações brasileiras. Juntas, representam 70% do número de empresas exportadoras, segundo estudo do Sebrae de 2019, principalmente do setor da indústria. De acordo com o Sebrae, mais de 40% das empresas exportadoras brasileiras são micro e pequenas. Elas foram responsáveis por vendas externas no montante de US$1,2 bilhão em 2018.

Durante a abertura do Business Connection Brazil, o gerente de Integração e Comércio do BID, Fabrizio Opertti, apresentou projeções segundo às quais até 2028 os países da América Latina e Caribe serão responsáveis por 25% de todas as exportações de alimentos do mundo. “Atualmente, as nações dessa região registram 117% de autossuficiência na produção de alimentos. Em produtos como a banana e o açúcar, os nossos países já são responsáveis por 50% das exportações”, afirmou. Ele explicou que a rodada virtual internacional é um dos desdobramentos da Connect Americas. A plataforma de negócios gratuita foi criada pelo BID para apoiar mais de 300 mil empresários cadastrados na realização de mais e melhores negociações internacionais.

Fonte | Sebrae

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *