Quatro deles morreram. Além disso, 474 servidores da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) estão afastados por suspeita da doença.

Um levantamento da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) aponta que 355 profissionais das forças de Segurança já foram contaminados pela Covid-19, em Mato Grosso, até a última segunda-feira (6). Quatro deles morreram. Além disso, 474 servidores da Sesp estão afastados por suspeita da doença.

Os dados abrangem os servidores da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Sistema Penitenciário, Politec e setor administrativo da Sesp. Todos estes setores são considerados serviços essenciais, por decreto estadual, por isso não pararam durante a pandemia.

Muitos destes profissionais atuam na linha de frente, inclusive fiscalizando o cumprimento das medidas de isolamento social.

A Polícia Militar é o setor com mais registros de casos confirmados. Foram 198 profissionais contaminados pelo novo coronavírus e dois deles morreram. O setor afastou 203 servidores por suspeita da doença.

O segundo setor com maior número de casos confirmados foi o do Sistema Penitenciário (Sipen), com 91 casos confirmados e 136 afastamentos por suspeita do vírus. Um servidor morreu.

A Polícia Judiciária Civil (PJC) afastou 94 servidores por suspeita do novo coronavírus. No setor, 53 casos já foram confirmados e uma morte foi registrada.

Entre os profissionais do Corpo de Bombeiros, Politec, os números foram bem menores, com 9 e 3 casos, respectivamente.

No setor administrativo, apenas um caso foi confirmado e 19 servidores foram afastados por suspeita da doença. Nestes três setores não houve registro de mortes em decorrência do coronavírus.

Mato Grosso já registrou, até essa quarta-feira (8), 24,8 mil casos de Covid-19 e foram notificadas 921 mortes em decorrência da doença no estado.

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *