Uma usuária de drogas quase foi linchada em Cuiabá após ser flagrada colocando um cachimbo artesanal, usado para fumar crack, na boca da filha que estava em um carrinho. De acordo com os policiais, a criança tem entre 6 meses a no máximo um ano. O caso ocorreu na madrugada desta segunda-feira (22), no bairro Grande Terceiro. A mulher foi presa em flagrante.

A Polícia Militar foi acionada por vizinhos que flagraram a cena. Os policiais se depararam com a acusada, que já é conhecida da polícia, estava bastante agressiva, gritando muito, e aparentemente sob o efeito de entorpecente. Ela tinha uma lesão na cabeça e outra no braço.

Uma testemunha afirmou que a usuária de drogas estava com a criança pequena no carrinho, dando voltas pela rua, de forma descontrolada, quando flagrou ela colocando o cachimbo artesanal na boca do bebê.

Neste momento, várias pessoas cercaram a acusada e tomaram a criança dela, acionando a polícia em seguida. Foi quando a mulher ficou muito agressiva e houve uma tentativa de linchamento.

Os policiais acionaram o Conselho Tutelar, mas a plantonista afirmou que não tinha como acolher a criança devido ao horário.

A acusada foi encaminhada para a Policlínica do Verdão, mas não recebeu atendimento devido aos casos de covid-19. Em seguida, foi levada à Policlínica do Planalto, onde o fato se repetiu. A polícia teve que levar a mulher até a Policlínica do Coxipó, onde foi medicada e liberada.

Em seguida, foi encaminhada para a Central de Flagrantes.

Como o Conselho Tutelar não compareceu ao local dos fatos, a criança foi deixada aos cuidados de uma vizinha. Durante a confecção do boletim de ocorrência, no entanto, a conselheira tutelar de plantão compareceu à delegacia.

A acusada não estava com documentos de identificação e se recusou a passar as informações pessoais.

Fonte | RMT

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *