A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou na sessão virtual desta quarta-feira (27), em segunda votação, um projeto que impede a suspensão ou rescisão de contratos de plano de saúde, por qualquer motivo, incluindo financeiro, durante a pandemia da Covid-19.

Agora, a proposta segue para a sanção do governador Mauro Mendes (DEM).

Segundo a proposta, as dívidas contraídas nesse período de calamidade poderão ser parceladas em até 24 meses, sem juros.

O autor da proposta, deputado Paulo Araújo (PP), avalia que a falta de leitos para atender a demanda dos infectados com Covid-19 é preocupante e que não é possível permitir a suspensão e cancelamento de cobertura por operadoras de planos.

“Tal medida é amplamente necessária nesse momento, tendo em vista que muitos trabalhadores tiveram sua renda comprometida e estão passando por dificuldades financeiras por conta da política de isolamento, não tendo condições para efetuarem o pagamento dos seus respectivos planos de saúde”, diz o projeto.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *