Funcionários que removiam corpo notaram movimento dentro do saco mortuário. Após se recuperar do susto, paciente foi encaminhada ao hospital

Essa mulher despertou em uma funerária de Coronel Oviedo, no Paraguai, após ter sido declarada como morta pelo médico e proprietário da clínica particular Sanatório San Fernando.

Segundo o jornal La Nación, o caso foi levado às autoridades por Máximo Duarte Ferreira, 50, esposo da paciente, identificada como Gladys Rodríguez Duarte, 46.

Gladys, que sofre de uma doença não especificada pela publicação, chegou à clínica do Dr. Heriberto Vera na manhã  de sábado (11/04).

Dr. Heriberto Vera

Após algum tempo, o médico assinou o atestado de óbito da mulher e solicitou o traslado do corpo.

Ao chegarem no local, os funcionários da funerária notaram sinais vitais na “falecida”. No entanto, uma enfermeira informou que era apenas o efeito do oxigênio que ela havia recebido.

Já nas instalações do local onde ocorreria o velório, os profissionais notaram que Gladys se movimentava dentro do saco mortuário. Ela estava viva e, após se recuperar do susto, foi encaminhada a um hospital.

Os médicos do local conseguiram estabilizar o quadro da paciente e ela tem grande chances de se recuperar para continuar o tratamento da doença que enfrenta.

De acordo com o jornal ABC Color, a clínica do Dr. Vera está sob investigação das autoridades paraguaias.

Fonte | R7

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *