A ação de preventiva faz parte de uma parceria entre a Polícia Militar e uma empresa privada especializada em higienização de ambientes e veículos

O procedimento é rápido e exige que o profissional utilize roupas adequadas e equipamentos de proteção
A | A

Vinte e oito viaturas do 5º Batalhão e da Força Tática da Polícia Militar de Rondonópolis passaram por um rigoroso processo de higienização para prevenir que as equipes de policiais não se contaminem com o vírus da Covid- 19. A ação faz parte de uma parceria entre a PM e a empresa S.E Gonçalo que se voluntariou para ajudar os policiais no combate a pandemia do novo coronavírus.

Além das viaturas, salas das sedes das unidades do 5º BPM e Força Tática foram submetidas ao procedimento de higienização. Para evitar o contato com os produtos químicos, a equipe de voluntários da empresa utiliza macacões, máscaras e luvas para espalhar o produto químico que elimina e descontamina o ambiente.

Com 222 policiais, o comandante do 5º BPM e da 14 ª Cia de Força Tática, tenente – coronel Gleber Candido Moreno conta que a parceria surgiu quando a PM foi procurada pelo proprietário da empresa que quis ajudar os policiais oferecendo o serviço. Candido conta que a tropa ficou comovida com a solidariedade da empresa que procurou a PM para higienizar as viaturas e as salas das unidades com tanta boa vontade.

“Ficamos comovidos com o carinho e preocupação da sociedade com a tropa da PM. Estamos deixando nossas famílias em casa e encarando essa pandemia de frente. Atendemos todas as pessoas que precisam da nossa ajuda e isso nos deixa vulneráveis. Então, pessoas como eles, virem aqui e nos oferece essa ajuda de higienizar as viaturas para nos deixar mais seguros, é gratificante. Os policiais só têm a agradecer a toda população por nos ajudar a fazer segurança pública, nos apoiando neste momento delicado que nosso país passa ”, destaca o tenente-coronel.

Os policiais já seguem à risca as determinações da Organização Mundial da Saúde que orienta sobre a higienização e prevenção contra o coronavírus como uso de máscara, lavar bem as mãos, utilizar álcool em gel e manter esterilizado equipamentos como armas, coletes, uniformes, volante e câmbio do veículo e até mesmo o celular.

O tenente – coronel Candido explica que ainda ter essa higienização das viaturas e das salas das unidades só colabora para que nenhum agente de segurança seja acometido pela Covid- 19.

“A higienização que eles fazem é por meio de produtos antibactericidas que eliminam fungos, bactérias e vírus no interior das viaturas. Nada passa batida pela limpeza, é do teto, carpetes, colunas até o camburão que transportamos presos. Quando eles vêm fazer esse procedimento criamos um revezamento entre os veículos e as salas porque o processo é rápido, porém os ambientes devem ficar até duas horas fechados sem contato”, explica.

Fonte e Foto | PMMT

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *